Os Vigaristas

Passando o Enterro

10
5
5

O sujeito estava no boteco tomando umas cachaças, jogando uma partida de dominó com mais três amigos, quando vê um enterro passando pela rua.

Mais que depressa ele interrompe o jogo, levanta-se, vai até a porta, tira o chapéu e fica observando o cortejo, durante vários minutos, em silêncio, com semblante visivelmente entristecido.

Quando o féretro termina de passar, ele recoloca o chapéu na cabeça e volta a sentar-se.

— Esse foi o gesto mais comovente que eu já vi em toda a minha vida! — comenta um dos amigos. — Acho que todos deviam seguir o seu exemplo.

— Bem, depois de quinze anos de casado, acho que era o mínimo que eu poderia fazer!