Os Vigaristas

Pássaro Destruidor

31
16
15

Uma mulher era casada com homem muito grosso, toda vez que ele chegava do trabalho já ia dizendo:

— Ô sua puta! Cade a porra do almoço? Eu trabalho pra caralho e quando chego em casa ainda tenho que aturar você, sua vaca!

Certo dia ela resolve comprar um bichinho de estimação, para aplacar sua solidão. Chegando na loja de animais:

— Pois não, minha senhora?

— Eu vim comprar um bichinho de estimação pra me fazer companhia.

— Pois veio ao lugar certo! Que tal este cachorrinho lindo.

Tem Pedigree, é mansinho e muito brincalhão.

— Não, cachorro acho que não vai da certo. Eu moro em apartamento e esta cachorro iria destruir tudo, fazer barulho. Não, não quero.

— Então, que tal este peixinho dourado de raça nobre, seu pai ganhou 3 prêmios de beleza, e sua mãe é um reprodutora excepcional.

— Não, ele só fica ali no aquário parado, fazendo glub-glub-glub. Não, eu quero um companheiro!

— Então acho que tenho exatamente o que você está procurando...

E foi buscar no depósito da loja uma gaiola com um pano cobrindo. E fazendo aquele suspense.

— Prepare-se, minha senhora, pois está prestes a conhecer seu fiel companheiro. Apresento-lhe, Destruidor.

Lá estava um pássaro dentro da gaiola, quietinho, com se empalhado parecido com um pica-pau, mas num tamanho 3 vezes maior...

A mulher espantada pergunta:

— Ele é lindo, mas por que é chamado de Destruidor?

— Observe... Destruidor, a cadeira!

Foi então, que o pássaro saindo daquele estado quase de morte voou em direção a uma cadeira velha que havia no deposito e simplesmente deixou ela em pedaços.

— Puxa! Ele não deixou um pedaço inteiro. . .

— A senhora não viu nada. . . Destruidor o armário.

E era uma vez uma armário.

— Pode colocar na gaiola que vou levá-lo imediatamente.

Quando a mulher chega em casa já é muito tarde e não há mais tempo para preparar o almoço... Neste momento que chega o marido mal educado:

— Ô sua vagabunda, cadê a porra do meu almoço?

— Beim, não deu pra fazer. Eu fui numa loja comprar um animalzinho de estimação pra me fazer companhia.

— Você é louca, mulher? Sua puta, eu tô com uma fome da porra e tu vem me dizer que não fez o almoço!

— Amor, quero que você conheça meu animalzinho, este aqui é o Destruidor!

— Destruidor o caralho!

E lá foi o pássaro...