Piadas de Pescador

Após 35 anos de trabalho, chegou o último dia de Moacir como carteiro. Na primeira casa de sua rota foi recebido com aplausos e presenteado com uma linda camisa. Na segunda, recebeu de presente uma caixa de charutos cubanos. A família da terceira deu-lhe um kit completo de pescaria. O carteiro estava radiante de felicidade. Chegou na casa da loira mais gostosa do pedaço:

— Entre, seu Moacir — disse a loiraça abrindo a porta de sua casa.

Assim que ele entrou, ela o pegou pelas mãos e o levou até seu quarto. Transaram por horas. Depois de quase matar o carteiro de tanto prazer, a loira ainda lhe ofereceu um delicioso café da manhã. O carteiro observava cada detalhe quando percebeu que embaixo de sua xícara de café havia uma moeda de 25 centavos.

— Foi tudo maravilhoso! — disse o velho carteiro — Mas por que essa moeda de 25 centavos?

— Ah! Isso aí é coisa do meu marido. É que, quando eu disse pra ele que pretendia fazer algo especial pelo seu último dia, ele disse: "Foda com ele, dê esses 25 centavos!". Já o café, foi idéia minha...

17
5
12

Um garotão inteligente, vindo da roça, candidatou-se a um emprego numa grande loja de departamentos da cidade. Na verdade, era a maior loja de departamentos do mundo, tudo podia ser comprado ali.

O gerente perguntou ao rapaz:

— Você já trabalhou alguma vez?

— Sim, eu fazia negócios na roça.

O gerente gostou do jeitão simples do moço e disse: Pode começar amanhã, no fim da tarde venho ver como se saiu.

O dia foi longo e árduo para o rapaz. Às 17h30 o gerente se acercou do novo empregado para verificar sua produtividade e perguntou:

— Quantas vendas você fez hoje?

— Uma!

— Só uma? A maioria dos meus vendedores faz de 30 a 40 vendas por dia.

— De quanto foi a sua venda?

— Dois milhões e meio de reais.

— Como conseguiu isso?

— Bem, o cliente entrou na loja e eu lhe vendi um anzol pequeno, depois um anzol médio e finalmente um anzol bem grande. Depois vendi uma linha fina de pescar, uma de resistência média e uma bem grossa. Para pescaria pesada, sabe. Perguntei onde ele ia pescar e ele me disse que ia fazer pesca oceânica. Eu sugeri que talvez fosse precisar de um barco, então o acompanhei até a seção de náutica e lhe vendi uma lancha importada, de primeira linha. Aí eu disse a ele que talvez um carro pequeno não fosse capaz de puxar a lancha e o levei à seção de carros e lhe vendi uma caminhonete com tração nas quatro rodas.

Perplexo, o gerente perguntou:

— Você vendeu tudo isso a um cliente que veio aqui para comprar um pequeno anzol?

— Não senhor. Ele entrou aqui para comprar um pacote de absorventes para a mulher, e eu disse: "Já que o seu fim de semana está perdido, por que o senhor não vai pescar?"

84
61
23

Mulher deitada, lendo um livro, no barco de pesca do marido. Aproxima-se um barco da fiscalização de pesca, e o fiscal pergunta o que ela esta fazendo ali.

— Lendo um livro — responde ela.

O fiscal a informa que ela esta numa área proibida para pesca.

A mulher protesta:

— Eu não estou pescando!

E ele responde:

— Mas a senhora possui todo o equipamento. Eu terei que apreende-lo e multá-la.

A mulher muito brava revida:

— Se o senhor fizer isso, irei processa-lo por estupro.

Chocado com a afirmacão da senhora ele responde:

— Mas eu nem sequer a toquei.

E a mulher:

— Mas o senhor possui todo o equipamento!

49
44
5

Dois pescadores estavam pescando no mar, um japonês e o outro brasileiro. O japonês pegava um peixe atrás do outro e o brasileiro nada. O brasileiro chega para o japonês e diz:

— Estamos usando o mesmo tipo de vara e o mesmo tipo de isca e eu não pego nada. Como você faz?

— Antes da pescaria tem que passar a mão na bunda de uma mulher, aí pesca-se bastante. Disse o japonês.

No dia seguinte o brasileiro vai pescar e passa a mão na bunda da sua mulher e ela responde:

— Já vai pescar japonês?

21
14
7

Marido chega em casa e pega a esposa, na cama, com um garotão, 25 anos, forte, bronzeado, cheio de amor prá dar. Arma o maior barraco, mas a mulher o interrompe:

— Antes, você deveria ouvir como tudo isso aconteceu... Na rua, vi esse jovem maltrapilho cansado e faminto. Então, com pena do estado dele, eu o trouxe para casa. Dei a ele aquela refeição que eu havia preparado para você ontem. Como você chegou tarde e satisfeito com o tira-gosto do boteco e não comeu, eu guardei o jantar na geladeira, lembra-se? Ele estava descalço, então dei a ele, aquele seu par de sapatos que, como foi minha mãe que te deu, você nunca usou.

E continuou aumentando o tom de voz:

— Ele estava com sede e eu servi aquele vinho que estava guardado para aquele sábado que você prometeu mas que nunca chega pois, num dia é futebol, no outro truco, no outro pescaria. As calças estavam rasgadas, dei-lhe aquele seu jeans semi-novo que ainda estava em perfeito estado, mas não cabia mais em você. Como ele estava sujo, aconselhei-o a tomar um banho, fazer a barba, então dei a ele aquela loção francesa novinha que você nunca usou, porque acha fedorenta. Daí, quando ele já ia embora, perguntou: "— Dona, tem mais nada que seu marido não esteja usando?"

— Nem respondi! Dei logo!

77
63
14

Um advogado e um engenheiro estão pescando no Caribe. O advogado comenta:

— Estou aqui porque minha casa foi destruída num incêndio com tudo que estava dentro. O seguro pagou tudo.

— Que coincidência! — diz o engenheiro.

— Minha casa também foi destruída num terremoto e perdi tudo, mas o seguro pagou tudo.

O advogado olha intrigado para o engenheiro e pergunta:

— Como você faz para provocar um terremoto?

101
19
82

Joãozinho passeia pela Europa com o pai e a mãe e, quando visitam um campo de nudismo, pergunta por que há homens bem dotados e outros nem tanto.

— Os bem dotados são cultos — tenta explicar o pai. — Os outros são ignorantes.

Dá a explicação e sai para pescar.

Ao voltar, à noitinha, ouve do Joãozinho:

— Paiê! A mamãe entrou na barraca com um homem muito culto. Mas, quando saíram, ele tinha esquecido tudo que sabia!

96
37
59