Pescocim

36
25
11

Num bar, um sujeito malhado, bombado, sarado, vitaminado, mas que por conta de tanta malhação acabou ficando com um corpão e o pescoço muito fino, e foi apelidado de "Pescocim".

Ele se irritava e dava porrada em quem que se atrevesse a lhe chamar pelo apelido. Certo dia no barzinho da esquina, estava a turma do tal "Pescocim" tomando umas, quando chega no bar um bebum já de cara cheia, sem dinheiro, pedindo pra seu Zé lhe vender pinga fiado.

Pra tirar uma onda com o bebum o dono do bar desafia:

— Te dou de graça cinco doses de cachaça da boa, se você mencionar a palavra "Pescocim" para aquele grandão ali.

O pinguço aceita o desafio e se dirigiu a mesa do tal sujeito:

— E aí meu grande amigo, como tem passado?

E o sujeito responde:

— Como assim? Eu nem te conheço!

— Mas que absurdo você não lembrar de mim, amigão. Quantas vezes a gente não pescou juntos no rio Paraná?

— Você deve estar enganado, a gente nunca pescou junto!

— Pescô, sim!