Piadas de Políticos

120
84
36

Seleção de Bons Ministros

Lula na Inglaterra, pergunta à rainha:

— Senhora rainha, como consegue escolher tantos ministro tão maravilhosos?

Sua majestade responde:

— Eu apenas faço uma pergunta inteligente. Se a pessoa souber responder ela é capacitada a ser ministro. Vou lhe dar um exemplo.

A rainha manda chamar Tony Blair e pergunta:

— Mr. Blair, seu pai e sua mãe têm um bebê. Ele não é seu irmão nem sua irmã. Quem é ele?

Tony Blair responde:

— Majestade, esse bebê sou eu!

Ela vira pra Lula:

— Viu só? Mereceu ser ministro.

Lula, maravilhado com a tática, volta ao Brasil. Chama a ministra Dilma Rousseff e a pergunta:

— Companheira Dilma, seu pai e sua mãe têm um bebê. Ele não é seu irmão nem sua irmã. Quem ele é?

A ministra responde:

— Senhor presidente, vou consultar nossos assessores e a base aliada e lhe trago a resposta.

Então ela vai em busca da resposta, mas ninguém sabe. Aconselham perguntar ao presidente americano.

Dilma liga para Obama:

— Obama, aqui é a Dilma Roussef. Tenho uma pergunta pra você. Se seu pai e sua mãe têm um bebê e esse bebê não é seu irmão nem sua irmã, quem é esse bebê?

O presidente americano responde imediatamente:

— Ora senhora ministra, é lógico que esse bebê sou eu.

A ministra vai correndo levar a resposta ao Lula:

— Sr. Presidente, se meu pai e minha mãe têm um bebê e esse bebê não é meu irmão e nem minha irmã, é lógico que ele só pode ser o Obama.

Lula dá seu sorrisinho sabido e diz:

— Te peguei, companheira Dilma. Sua resposta está completamente errada. O bebê é o Tony Blair.

40
25
15

Fidel no Inferno

Fidel morre e chega no céu, mas não estava na lista. Assim, São Pedro o manda ao inferno. Quando chega lá, o Diabo em pessoa o recebe e diz:

— Olá, Fidel, seja bem-vindo. Eu estava te esperando. Aqui você vai se sentir em casa.

— Obrigado, Satanás, mas estive primeiro no céu e esqueci minhas malas lá em cima.

— Não se preocupe. Vou enviar dois diabinhos para pegar suas coisas.

Os dois diabinhos chegam às portas do céu, mas as encontram fechadas porque São Pedro tinha saído para almoçar.

— Olha, é melhor pularmos o muro. Aí pegamos as malas sem perturbar ninguém.

Então, os dois diabinhos começam a escalar o muro. Dois anjinhos passavam por ali e ao verem os diabinhos, um comenta com o outro:

— Pô, não faz nem dez minutos que Fidel está no inferno e já temos refugiados!

44
23
21

Poder Comprar Sapatos

O novo presidente da Argentina faz o discurso de posse em plena praça:

— No ano que vem, todos os argentinos poderão comprar sapatos novos.

Todos aplaudem.

Uma argentina que está bem na frente do palanque levanta a perna para mostrar o sapato velho e pergunta:

— Eu vou poder comprar sapatos novos, presidente?

— Sim, minha senhora. E calcinha também.

27
2
25

Político sem Documentos

Um político ia andando pela rua, passou em frente a um banco e lembrou-se de que precisava de algum dinheiro. Entrou no banco e viu que estava sem a carteira, sem o cartão do banco, sem cheques e sem documentos. Mesmo assim foi falar com o gerente para ver se ele quebrava o galho.

— Bem, — disse o gerente — é difícil atender o seu pedido. Eu não conheço o senhor, o senhor não tem documentos. Agora, se o senhor provar quem é, talvez eu possa fazer alguma coisa.

— O que é que você está querendo dizer? Eu sou um deputado muito importante — falou o político com a peculiar arrogância.

— É o seguinte: um dia desses entrou aqui no banco o cantor Alceu Valença. Ele não tinha documentos, mas cantou um trecho de "Morena Tropicana". Com isto, ele comprovou a identidade dele e eu autorizei o saque. Outro dia, isso aconteceu com o Romário. Ele não tinha documentos, mas comprovou a identidade dele dando um show de bola. Entendeu?

— Ah, entendi.

O político pensou um pouco e falou:

— Mas eu não sei fazer nada, só faço trampolinagens, maracutaias, safadezas, essas coisas...

— Quanto é mesmo que o senhor quer sacar? O senhor quer em notas de cinquenta ou de cem reais?

11
-25
36

Dia Seguinte à Eleição

Essa aconteceu num desses currais eleitorais. Com ou sem urna eletrônica, dizem que essas coisas sempre ocorreram e vão continuar a ocorrer. Como os eleitos são os mesmos de sempre, os mortos continuam a votar e nada acontece. A não ser a frustração dessa triste viúva.

No dia seguinte à eleição, a mulher foi ao cemitério. Chegando ao túmulo do falecido marido, ela falou muito irritada:

— Seu desgraçado, insensível, miserável. Você não tem mais a menor atenção comigo. Ontem você foi votar lá na cidade e não teve sequer a consideração de me procurar.

15
-13
28

Bom Comício Político

O político postou-se na praça do mercado e dirigiu-se a multidão:

— Oh povo deste lugar! Querem conhecimento sem dificuldade, verdade sem falsidade, realização sem esforço, progresso sem sacrifício?

Logo juntou-se um grande número de pessoas com todo mundo gritando:

— Queremos! Queremos!

— Era só para saber —, diz o político. — Podem confiar em mim, contarei tudo a respeito caso algum dia descubra algo assim.

23
16
7

Mijando Em Via Pública

Vinha certo presidente e uma comitiva de seguranças caminhando em uma rua quando o presidente se viu apertado para urinar:

— E agora, companheiros, o que faço?

— Faz aí mesmo, presidente, disse um dos seus assessores. A gente faz uma barreirinha! Nisso, um guarda que passava viu o ato em via pública.

— Ahá! Apanhei-te! Isso é atentado ao pudor! Oh! Me desculpe Senhor Presidente, não vi que era o senhor...

— Não, companheiro, a Lei é para todos. O que eu estava fazendo é errado e você vai me multar e até prender se for o caso.

— Senhor Presidente, não vou prender o senhor...

— Vai sim, se tiver na Lei.

— Não, não vou...

— Vai!

— Senhor Presidente o senhor já fez tanta cagada, acha que eu vou prendê-lo por uma mijadinha de nada?

64
42
22

Erros no Discurso

Um político, daqueles bem picaretas e caras de pau, sobe no palanque e começa o discurso:

— Meus cidadão! Se eu fô eleito, vô construí as escola!

Os eleitores ficam em silêncio, constrangidos com o mau português do candidato.

— Eu tombém vô construí as egreja, as creche...

O silêncio fica ainda mais constrangedor. Nessa hora, um assessor não aguenta mais, chama ele e sussurra no seu ouvido:

— Chefe... Emprega o plural que você ganha mais votos!

O político se empolga e responde:

— Deixa comigo!

E recomeça o discurso:

— Eu vô empregá o plurá!... A mãe do plurá, o pai do plurá, toda a famía do plurá, porque eis merece!

25
11
14

Cidadezinha do Interior

Em uma cidadezinha do interior um candidato a deputado chega e começa o discurso.

— Gente nessa cidade tem água encanada?

O povo responde:

— Não!

— Gente, nessa cidade tem saneamento básico?

O povo:

— Não!

— Gente nessa cidade tem hospital?

O povo mais uma vez diz:

— Não.

— Gente, muda dessa merda!

21
5
16

Pessoas Insatisfeitas

O assessor chega até o gabinete do prefeito e diz:

— Senhor prefeito, aqui está a relação dos nomes das pessoas insatisfeitas com sua administração.

O prefeito pergunta:

— A relação está em ordem alfabética?

— Sim senhor... é uma lista telefônica do município.

57
51
6

Presidente na Bolívia

O presidente do Brasil foi visitar o presidente da Bolívia. Chegando lá, o presidente do Brasil começou a apresentar os ministros que o acompanhavam:

— Este é meu Ministro da Fazenda, este da Educação, este dos Esportes, e este da Saúde.

Então o presidente da Bolívia começou:

— Este é o meu Ministro da Fazenda, este da Marinha…

Nem acabou de dizer isto, e o presidente do Brasil começou a rir.

— O que foi? — perguntou o presidente da Bolívia.

E ele respondeu:

— É que você tem Ministro da Marinha e nem tem mar!

— Olha, fique quieto! Quando você me apresentou os Ministros da Saúde e da Educação eu não ri…

62
40
22

Significado de Tragédia

O presidente faz uma visita a uma escola em Brasília e entra numa sala de aula no meio de uma discussão sobre significado das palavras. A professora pergunta ao presidente se ele gostaria de conduzir o tema na discussão da palavra "Tragédia". Ele aceita e pede à turma que lhe dê um exemplo de tragédia. Um garoto se levanta e diz:

— Se meu melhor amigo está brincando na rua e um carro o atropela, isto seria uma tragédia.

— Não - diz o presidente — isto seria um ACIDENTE.

Uma garotinha levanta a mão.

— Se um ônibus escolar levando cinqüenta crianças — pergunta ela — caísse na ribanceira, matando todo mundo, isto seria uma tragédia?

— Também não — explica o presidente — Neste caso, seria uma GRANDE PERDA.

A sala fica em silêncio. Nenhum voluntário. O presidente olha para a turma:

— Não há ninguém aqui que pode me dar um exemplo de tragédia?

Finalmente, lá no fundo da sala, um garotinho levanta a mão. Com uma voz tranquila ele diz:

— Se o avião presidencial, levando o senhor e dona Ruth, fosse atingido por um míssil, matando todos os ocupantes, isto seria uma tragédia!

— Fantástico! — exclama o presidente — Correto! E você pode me dizer por que seria uma tragédia?

— Bem, — diz o garoto — porque não seria um acidente, e também não seria uma grande perda!

23
18
5

Discutindo a Paz

Bill Clinton foi à Bagdad para discutir a paz com Sadam Russain. Os dois se cumprimentaram e foram direto ao palácio presidencial.

Chegando lá, Clinton deparou-se com duas grandes poltronas, posicionadas frente-a-frente, os dois sentaran-se e foi então que Clinton percebeu na poltrona de Sadam, haviam três botões próximos à sua mão.

Clinton fica desconfiado mas, desside que a paz e um assunto muito importante e deveria ser discutido mesmo estando ele receioso. Quando Clintom começa a falar, Sadam pressiona o primeiro botão, subitamente uma mão mecânica surge e prende Clinton pelas bochechas, dificultando a sua fala.

Sadam não se contém e cai na gargalhada, mas Clinton mesmo embarassado decide continuar, afinal a paz é importante.

Sadam pressiona, então o segundo botão. Subitamente, uma perna mecânica, com uma enorme bota, chuta Clintom na bunda. Sadam novamente começa a rir, apoiando-se nos braços de sua poltrona, batendos os pés no chão e balançando a cabeça "como uma criança" olhando para o teto.

Clintom agora, rubro de vergonha, decide mais uma vez tentar a paz é quando Sadam, finalmente pressiona o terceiro e último botão e outra perna mecânica, com uma enorme bota, chuta Clinton em suas particularidades (nem tão particulares assim). Clinton cai de joelhos e em eguida rola por sobre o tapete vermelho do palácio de Russaim para deleite do ditador, cujas gargalhadas podiam ser ouvidas por todos os corredores.

Clintom percebe então não ser possível dar continuidade à conversa, levanta-se e volta para Washington. Um mês depois é a vez de Sadam ir à Casa Branca para discutir a paz.

Chegando lá os dois se cumprimentam e vão direto à sala presidencial. Sadam então depara-se com duas poltronas frente-a-frente, a de Clintom com três botões. Ele então prepara-se para a vingança americana.

Quando Sadam começa a falar, Clinto pressiona o primeiro botão, Sadam se contrai de súbito, mas nada, absolutamente nada acontece. Clinton abre uma enorme gargahada, Sadam não entende, mas decide continuar a discutir a paz.

Clinton então, pressiona o segundo botão. Sadam pula da sua poltrona mas, novamente, nada acontece. Dessa vez Clinton é quem bate com os pés no chão, contendo-se para não se mijar. Sadam, perplexo, volta ao seu lugar e tenta retomar o diálogo.

Clintom então pressiona o terceiro botão. Sadam, mais uma vez pula mas nada, nada, acontece. Clinton cai no chão e rola por tras do birô, vermelho e sem ar de tanto rir.

Sadam, indignado, olha para ele e diz:

— Se é dessa forma que o senhor se porta, eu volto ao Iraque!

E Clinton, com lágrima nos olhos, de tanto rir, pergunta:

— Que Iraque?

23
16
7

Político Suspeito

O político estava dando uma entrevista coletiva para um colégio. Um menino levanta-se e fala:

— Meu nome é Bruno e vou fazer duas perguntas: É verdade que o senhor contrata parentes para trabalhar sem concurso público? Toda vez que alquem encara você de frente desaparece?

Toca o sinal do intervalo, todos saem e 30 minutos depois retornam para a coletiva.

Outro menino se levanta e fala:

— Meu nome é Paulo e vou fazer quatro perguntas: É verdade que o senhor contrata parentes para trabalhar sem concurso público? Toda vez que alquem encara você de frente desaparece? Por que o sinal do intervalo bateu 30 minutos antes? Onde está o meu amigo Bruno?

18
-3
21

Trem Parado

Roriz, Cristóvão Buarque e FHC estavam viajando no mesmo trem. Lá pelas tantas o trem enguiçou e parou. A viagem era urgente e por isso os três ilustres passageiros resolveram pensar em conjunto para encontrar um solução para o problema.

O Cristóvão Buarque falou: "Vamos convocar todos os passageiros, unir nossas forças e achar uma solução que agrade a todos e que faça o trem andar. Se for necessário gastar algo com os reparos, fazer um orçamento participativo. Vamos educar as crianças de hoje para que falhas como essa de hoje não aconteçam no futuro".

Já o Roriz, veio com o seguinte discurso: "Acho que isso é má vontade do maquinista e do foguista ou então alguma atitude política para desestabilizar esta viagem. Por mim eu mandaria descer o cacete. Coloca a PM aí que eles voltam a trabalhar rapidinho. E aaai do passageiro que disser que viu alguma coisa."

E o FHC, muito tranqüilo, disse: "Porque não fechamos as cortinas e fingimos que o trem está andando?"

35
23
12

Pesquisa Sobre o Governo

O presidente manda fazer uma pesquisa para saber o que povo acha de seu governo.

Alguns dias depois, chega até o gabinete presidencial um pesquisador com o resultado da consulta:

— Senhor presidente, nós constatamos que a população está divida em duas camadas distintas…

— E quais são elas?

— Bom, nossa população se divide entre os otimistas e os pessimistas.

— E o que eles pensam, pesquisador. Diga logo!

— Bom, presidente… Os otimistas acham que, se o seu governo durar mais algum tempo, todo mundo vai acabar comendo merda…

— Nossa, esses são os otimistas? Me diga então o que pensam os pessimistas!

— Bom, senhor presidente, os pessimistas acham que a merda não vai dar pra todo mundo…

117
101
16

Estacionamento Proibido

O guarda vê um homem estacionando seu carro em local proibido e pede:

— Tire o carro e pare em outro lugar! Não está vendo a placa de "proibido estacionar"?

— Estou — responde o motorista.

— E então?

— E então? Então vá tomar banho!

O guarda algema o indivíduo sem mais nem menos e o leva até a delegacia:

— Olha que engraçadinho, delegado. Mandei tirar o carro de um local proibido e ele me mandou tomar banho!

— Ah, é? — diz o delegado com ironia — E eu? O que você vai mandar?

— Você eu vou mandar tomar no cu! — diz o cara.

O delegado fica muito puto, dá uma porrada nos cornos do cara e fala:

— Leva para os fundos e põe o filho da puta no pau-de-arara.

O policial leva o homem até uma salinha e o pendura de ponta-cabeça, quando a carteira do cara cai do bolso aberta no chão: "JUIZ FEDERAL"

Correndo, o guarda volta à sala do delegado e diz:

— Doutor: o cara é JUIZ FEDERAL!

— JUIZ FEDERAL? Puta que pariu! E agora? O que nós vamos fazer?

— Bom, eu vou tomar meu banho!

107
93
14

A Morte do Senador

Logo que morre, um famoso senador brasileiro chega ao paraíso e é recepcionado por São Pedro que estranha o fato e lhe diz:

— Bem, como raramente vemos parlamentares por aqui, não sabemos bem o que fazer com você.

— Não vejo problema, é só me deixar entrar — diz o antigo senador.

— Eu bem que gostaria, mas tenho ordens superiores. Vamos fazer o seguinte: você passa um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Aí, pode escolher onde quer passar a eternidade.

Assim, São Pedro o acompanha até o elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.

A porta se abre e ele se vê no meio de um lindo campo de golfe onde seus amigos e outros políticos com os quais havia trabalhado, todos muito felizes e em traje social o cumprimentam calorosamente.

Jogam uma partida descontraída e depois comem lagosta e caviar falando sobre os bons tempos em que ficaram ricos a custa do povo.

Quem também está presente é o diabo, um cara muito amigável que passa o tempo todo dançando e contando piadas. No final do dia, nosso nobre parlamentar sobe para conhecer o Paraíso.

Depois de passar 24 horas junto a um grupo de almas contentes que andam de nuvem em nuvem, tocando harpas e cantando, São Pedro retorna:

— E então, qual lugar você escolheu para sua morada eterna?

Depois de pensar por alguns segundos, o político responde, decidido:

— Olha, o Paraíso é muito bom, mas eu acho que vou ficar melhor no Inferno.

São Pedro então o leva de volta ao elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.

A porta abre e ele se vê no meio de um enorme terreno baldio cheio de lixo.

Ele vê todos os amigos com as roupas rasgadas e sujas catando o entulho e colocando em sacos pretos.

O diabo vai ao seu encontro e passa o braço pelo ombro do senador.

— Não estou entendendo... — gagueja o senador — Ontem mesmo eu estive aqui e havia um campo de golfe, lagosta, caviar, e nós dançamos e nos divertimos o tempo todo. Agora só vejo esse fim de mundo cheio de lixo e meus amigos arrasados !

Diabo olha pra ele, sorri ironicamente e diz:

— Ontem estávamos em campanha. Agora, já conseguimos o seu voto...

80
63
17

O Acidente de Ônibus

Numa noite escura, voltando de uma carreata pelo interior, um dos ônibus, lotado de políticos sai da pista, capota duas vezes e cai numa fazenda.

O fazendeiro acorda assustado e vai ver o que oconteceu.

Ao se deparar com aquela terrível visão, rapidamente começa a cavar um buraco, onde enterra os corpos.

Alguns dias depois, um investigador bate a sua porta e faz várias perguntas sobre o acidente.

— E onde estão os políticos?

— Eu enterrei eles naquela cova ali!

— Mas estavam todos mortos? — espanta-se o policial.

— Bem... alguns diziam que não... mas o senhor sabe como os políticos são mentirosos!

25
12
13

Visita do Papa

O Pitta vai visitar o Papa e no meio da conversa ele o interrompe:

— Sua Santidade, me perdoe, mas estou precisando urgentemente fazer xixi.

— Tudo bem, meu filho! Faz lá atrás da imagem de São Pedro.

— Mas, Sua Santidade — indignou-se o Prefeito. — Eu não posso mijar em São Pedro!

— Como não? Você já não cagou em São Paulo?

28
16
12

Abertura das Olimpíadas

George W. Bush vai começar o seu discurso na Abertura dos Jogos Olímpicos. Olha para o papel e diz:

— Ooooo! Ooooo! Ooooo! Ooooo! Ooooo!

Um assessor encosta nele e diz baixinho:

— Senhor Presidente, isso são os anéis Olímpicos... O seu discurso é logo a seguir...

64
50
14

Barrado na Portaria

O Fernando Henrique vai na festa do 145º aniversário do Roberto Marinho. Mas ao chegar na entrada da supermansão, percebeu que tinha esquecido a sua carteira.

— Desculpe, mas sem convite não posso deixá-lo entrar — alegou o porteiro, todo educado.

— Mas, eu sou o Fernando Henrique Cardoso, sociólogo e presidente da República!

— Então, me mostre seus documentos!

— É que também não tenho documentos, esqueci a minha carteira!

— Desculpe-me, mas não vou poder deixar o senhor entrar!

— O que é isso? O senhor nunca me viu na TV? Olha bem para a minha cara!

— De fato, o senhor é muito parecido com o presidente, mas sabe como é... existem muitos sósias seu por aí... o senhor vai ter de provar que é o senhor mesmo!

— Mas o que você quer que eu faça?

— Não sei! O Pelé também se esqueceu dos documentos, aí eu lhe dei uma bola de futebol e ele fez uma demonstração que logo me convenceu. O Oscar também esqueceu os documentos e eu lhe dei uma bola de basquete e ele fez uma demonstração e provou que era o grande Oscar.

— Pô, mas eu não sei fazer nada!

— Ok! Pode entrar!

23
-2
25

Telefonema do Osama

Três horas da tarde, toca o telefone da Casa Branca.

— Por gentileza, eu posso falar com George Bush?

— Quem gostaria? — pergunta a estagiária.

— Aqui é o Osama!

— O... Osa... Osama Bin Laden? — grita ela, eufórica.

— Sim, minha filha... Mas chama ele logo que eu não tenho todo o tempo do mundo!

— Er, um minuto só! — diz a garota, correndo pela sala oval e gritando o nome do presidente, que voa para o telefone:

— Hello, hello...

— Calma Bush, aqui é o seu amigo Laden!

— Seu, seu... O que você quer?

— Eu liguei para lhe dar duas notícias, uma boa e outra ruim!

— Fala logo! Qual é a boa?

— A boa é que eu vou me entregar... Estou indo pros Estados Unidos amanhã...

— Sério? E a ruim?

— A ruim é que eu vou de avião!

22
13
9

Visita do Presidente

O diretor da Penitenciária reúne os presos no pátio e diz, com ajuda de um megafone:

— Atenção! Quero todo mundo varrendo e limpando as suas celas, porque amanhã o presidente vem aí!

Ao que um dos presos comenta com um amigo:

— Custou, mas botaram esse safado no xadrez!

72
33
39

Terceira Guerra Mundial

O presidente Bush e Tony Blair estão em um jantar comemorativo na Casa Branca.

Um de seus convidados se aproxima deles e pergunta:

— Sobre o que vocês estão conversando que estão tão animados?

— Estamos fazendo planos para a Terceira Guerra Mundial. — diz Bush.

— Nossa! — responde o convidado — E quais são esses planos?

— Vamos matar dez milhões de muçulmanos e um dentista!

— Um dentista? Mas por que vocês vão matar um dentista?

Então Bush dá uma palmada nas costas de Tony Blair e diz:

— Não falei? Ninguém irá perguntar pelos muçulmanos!

14
8
6

Monica Lewinsky

Monica Lewinsky entra na lavanderia pela quarta vez naquele mesmo dia e entrega ao atendente um vestido para lavar.

— Porra, de novo? — pergunta o atendente, indignado com a quantidade de vezes que ela já havia estado ali naquele dia.

— Não — responde ela, sorridente. — Desta vez foi café!

9
-3
12

Faixa para o Prefeito

O prefeito de uma cidadezinha do Rio Grande do Sul foi à Nova Iorque, a convite de alguns amigos influentes e, ao descer do avião, deparou-se com algumas faixas que diziam: "Welcome Alencar".

O prefeito não gostou da atitude dos americanos:

— Esses caras devem estar pensando que eu sou viado!

Então, para mostrar que eles estavam enganados, o prefeito convidou-os para vir até a sua cidade.

Lá chegando, eles encontraram faixas por todos os lados, com os seguintes dizeres: "Alencar come Wel".

13
0
13

Morte do Osama

Muito preocupado com o prêmio de 25 milhões de dólares oferecido pela sua cabeça, Osama Bin Laden foi consultar um vidente:

— É... Eu gostaria de saber o dia da minha morte... Pode ser?

— Vamos ver... — concordou o bidu, afagando a sua bola de cristal — Aqui diz que você vai morrer em um feriado americano...

— Feriado? — pergunta o terrorista, aterrorizado — Mas... qual feriado?

— Isso não importa... De qualquer forma, o dia da sua morte vai virar feriado nos Estados Unidos!