Piadas de Português

O telefone toca na Loja de Calçados Coimbra e o gerente Manoel atende.

Uma voz pergunta:

— De onde fala?

— É da Loja de Calcados Coimbra.

— Como?

— Loja de Calcados Coimbra — repetiu Manoel.

— Ih, acho que errei o número.

— Não tem problema, é só trazer até aqui que nós trocamos.

44
19
25

O Manuel vai visitar um velho navio de guerra. Em um dos compartimentos, tropeça numa placa de bronze, onde está escrito:

"Aqui tombou o Almirante Barroso".

E comenta:

— Não é de admirar. Eu tambem quase caí aqui!

23
0
23

O português chegou na máquina de refrigerantes, colocou uma ficha, e pegou a latinha. Depois botou outra ficha e pegou outra latinha. Depois botou outra ficha e pegou outra latinha. Meia hora nisso, começou a formar uma grande fila atrás dele. Até que um cara falou:

— Ô, seu Manoel, não vai sair daí?

E o seu Manoel:

— Não enquanto estiver ganhando!

56
31
25

O Portuga estava bimbando a esposa na lua de mel:

— Ai Maria... gaja tarada... me mata com teu negócio de mijaire! Me mata com teu negócio de mijaire!

No meio do embalo a dita cuja pega um penico debaixo da cama e acerta uma porrada na moleira do Portuga.

20
3
17

A empregada chamou o jardineiro:

— Seu Manoel, vem cá me fazer um favor.

— Pois não. Que é que voce quer que eu faça?

— O senhor pode me ajudar a botar remédio no buraco do rato?

— Olha, botar remédio eu ponho. Você segura o rato?

27
10
17

A Mulher tava pintando a casa. Mas o marido chegou a noite e sem querer botou a mão na pintura e borrou tudo. No dia seguinte, quando o pintor, um português, chegou, a mulher disse:

— Seu Manuel, o senhor quer ver onde meu marido pôs a mão ontem a noite?

— Sim, senhora, quero!! Mas antes, vamos tomar um negocinho pra esquentar, tá beim?

17
-9
26

Um campeonato mundial para ver quem suportava um bode fedorento num cômodo bem pequeno, por mais tempo. Não havia qualquer ventilação e só a porta de entrada. Entra um alemão e resiste por 20 minutos e sai correndo. Entra um judeu e fica 15 minutos e sai correndo. Entra um brasileiro, fica 10 minutos e sai correndo. Entra um português, fica 5 minutos e o bode sai correndo.

43
-16
59

Um brasileiro encontrou um amigo português, que não via há muito tempo, e foi logo perguntando por um outro português, amigo comum:

— Oh Manuel, há quanto tempo! Como anda o nosso amigo Joaquim

— O dotoire! Não sabe que desgraça aconteceu? O Joaquim foi pego roubando ovos, foi julgado e condenado.

— E daí?

— Ele foi enforcado!

— Meu Deus, pelos ovos?

— Não dotoire, pelo pescoço!

25
7
18

Um antigo industrial português ganha o seu primeiro telefone celular. Nesse mesmo dia, resolve ir ao motel com sua secretária. Quando estão na cama o telefone toca: era a mulher do empresário que assustado diz:

— Alô? Maria? Como sabias que eu estava no motel?

25
5
20