Piadas de Português

83
13
70

Novo Jumbo Português

Alegria geral no aeroporto de Lisboa. Está para fazer seu primeiro vôo o primeiro Jumbo português. Na cabine do avião, o comandante faz os preparativos finais e anuncia com orgulho:

— Aqui quem vus fala é o seu Cumandante do primeiro Jumbo português. No primeiro andar temus 200
poltronas-leito com 3 saunas e 5 piscinas. No segundo andar, contamos com 5 quadras de tênis e 3
poliesportivas. No terceiro andar, temos ainda 2 shoppings centers com ampla praça de alimentação. Antes de lhes desejar uma boa viagem, gostaria de lhes informar que dou o cu se essa porra sair do chão!

103
43
60

Este Lado Para Cima

Manoel conseguiu um emprego em uma transportadora e, no primeiro dia, o seu chefe pergunta:

— Manoel, você escreveu "Este lado para cima" nas caixas que transportam os copos de cristal?

— Sim senhor! E para ter certeza de que todos iam ler, eu escrevi de todos os lados!

79
29
50

Carinho Com a Esposa

O português recebeu uma visita inesperada em sua casa:

— Oi Manoel, como você está?

— Estou bem, Joaquim, e você?

Enquanto isso, chega a esposa de Joaquim na sala e ele pede para ela:

— Meu amorzinho, será que você pode pegar para a gente 2 copos de água?

Mais tarde ele pede novamente para a esposa:

— Meu docinho, será que você pode fechar a janela?

Alguns minutos depois ele pede:

— Amor da minha vida, será que você pode pegar uns petiscos?

E observando o carinho com que Joaquim se referia a sua mulher ele comenta:

— Mas que coisa bonita, Joaquim, 35 anos de casado e ainda fala com todo esse carinho com a sua esposa. Qual o segredo?

— Oras, não tem segredo nenhum, é que já faz 16 anos que esqueci o nome dessa filha da puta!

48
-27
75

Morte de Paraquedas

Na segunda-feira o Manoel andava muito triste, quando aparece um amigo:

— Então, o que foi que se passou?

— Eu avisei o Joaquim que o povo desta terra é muito religioso.

— Eu sei, já estou aqui há vinte anos. Mas o que é que isso tem a ver com o Joaquim?

— É que ele ontem saltou de pára-quedas e morreu.

— O pára-quedas não abriu?

— Exatamente — apesar de estar aqui há pouco tempo, ele já deveria saber que aqui nada abre aos domingos.

98
50
48

Blitz em Portugal

Um grupo de brasileiros, após uma volta pela Europa, alugou um carro na Espanha.

Quando eles chegaram à fronteira de Portugal, o fiscal português deu uma volta ao redor do carro e disse aos brasileiros:

— Vocês não podem passar.

— Mas por quê? — perguntou o motorista brasileiro.

— É porque vocês são cinco num Audi A Quatro.

— E daí? — disse o brasileiro. — Se o senhor olhar os documentos vai ver que é um carro de cinco lugares.

— Isso não me interessa, — disse o fiscal português — o meu comandante falou que num Audi A Quatro só pode ter quatro passageiros.

— Mas isso é um absurdo! — indignou-se o brasileiro.— Vá chamar o seu comandante, eu quero falar com ele. Tenho certeza de que vamos nos entender.

— Agora não é possível, ele está muito ocupado.

— Ocupado com o quê?

— Com os dois caras do Fiat Uno.

65
0
65

Remédios do Português

Joaquim vai ao médico que lhe receita três remédios. Uma semana depois o português volta bem pior do que antes.

— O senhor não comprou os remédios que eu prescrevi?

— Mas é claro que comprei doutoire!

— E tomou corretamente?

—Tomaire como? Pois em todos os frascos estava escrito "Mantenha sempre fechado"...

91
46
45

Camisinha pro Pinto

O português Manuel, entra correndo na farmácia e grita para o farmacêutico:

— Por favore, eu queria uma dessas camisinhas prá colocar no pinto.

O farmacêutico, meio sem graça e com um sorriso amarelo no rosto fala:

— Ô Seu Manuel, cuidado com a língua!

— É mesmo! Então, me dá duas...

91
62
29

Pedreiros Portugueses

Um construtor árabe sabendo que a mão de obra em Portugal era muito barata, resolveu ir a Portugal para poder encontrar alguns homens para trabalhar em sua construção, e com isso conseguiu encher um avião de portugueses.

Mas no meio da viajem, passando por cima de um deserto, aconteceu um problema no avião, e para não assustar os portugueses o árabe disse apenas que a turbulência era devido eles estarem chegando, ao local da obra.

E com isso pousaram o avião no meio do deserto, nisso, os portugueses desembarcaram, e começaram a analisar, olharam para frente só viram areia, olharam para trás só viram areia, olharam para os lados e só viram areia, de repente um português com a cara meio assustada, se vira e fala para seu amigo:

— Manoel, quando chega o cimento nóis ta fudido!

104
56
48

Pregos da Cruz

Um fabricante de pregos, de nome Garcia, decidiu publicitar a sua marca. Dirigiu-se então a uma agência de publicidade e disse que queria um anúncio, algo relacionado com a religião. No domingo seguinte, quando foi à missa, ouviu da boca do padre:

- Garcia deves ser excomungado!

- Por quê? - perguntou o homem.

- Vai lá fora ver - respondeu o padre. Garcia foi e viu um grande anúncio mostrando Jesus pregado na cruz. Em baixo dizia: "Com pregos Garcia, dois mil anos de garantia!"

De imediato, Garcia foi à agência de publicidade pedir que mudassem o anúncio. No domingo seguinte, o padre, mais zangado ainda, disse de novo:

- Garcia vais ser excomungado!

- Por quê? - disse Garcia.

- Vai lá fora ver!

Desta vez, Garcia encontrou um anúncio que mostrava a cruz bem levantada e Jesus caído no chão, e em baixo dizia: "Com pregos Garcia, nada disto acontecia!"

E mais uma vez Garcia pediu à agência que fizesse o anúncio sem a imagem de Jesus. No domingo seguinte, o padre, já fora de si, gritava:

- Excomungado sejas, Garcia!

Sem precisar de mais palavras, Garcia foi ver o seu novo anúncio. Este, desta vez, mostrava a cruz bem levantada e alguns pregos no chão. Em baixo dizia: "Com pregos Garcia, ele não fugia!"

27
-5
32

Taxa dos Cisnes

O português estava de visita em outra cidade. Chegando lá, viu um pequeno lago com diversos cisnes, onde diversas pessoas em volta observavam. Ele ficou lá por um tempo olhando os cisnes, porém um homem lhe perguntou:

— Você é turista?

— Sim. — respondeu o português.

— Logo vi. Caso não saiba, para cada cisne que olhar terá que pagar uma taxa de 10 reais.

— 10 reais?

— É. Quantos cisnes você viu?

O português pensou, pensou e respondeu:

— Uns 5 cisnes.

— Então, no total dá 50 reais.

O português pagou o valor e rapidamente foi embora.


No dia seguinte, quando contou a história para um amigo ele se surpreendeu:

— Mas que absurdo!

— É, eu sei, eu sei... na verdade eu tinha visto uns 7 cisnes.

121
87
34

Grita Tão Alto

Três amigos, um inglês, um alemão e um português esperam na fila do caixa da padaria. O inglês comentou:

— Quando fazemos sexo, a minha mulher grita tão alto que a minha sogra, que mora no andar de baixo, escuta!

E o alemão:

— Isso não é nada, a minha mulher grita tão alto, mas tão alto, que a minha sogra, que mora na casa ao lado, escuta!

O português, do outro lado do balcão, dá uma gargalhada e diz:

— Ora pois, isto não é nada, a minha mulher grita tão alto, tão alto, que eu escuto cá da padaria!

77
58
19

A Compra do Rádio

Um belo dia Manoel falou para Maria:

— Maria Vou comprar um rádio!

E Maria disse:

— Mas aonde você irá arranjar dinheiro para isso Manoel?

— Eu dou um jeitinho!

Então lá foi Manoel na loja para comprar um rádio.

— Quanto é o rádio?

— O rádio custa R$200

— Droga! Só tenho R$100, não pode fazer por R$100?

Então o vendedor com um jeito meio safado de dizer falou:

— Olha eu posso fazer por R$100 mas só se você der pra mim!

Manoel indignado disse:

— Que dar que nada eu sou homem e não vou dar pora nenhuma!

Manoel foi embora, mas 10 minutos depois Manoel volta e diz:

— Olha está certo eu te dou mas não conte pra ninguém!

Então Manoel foi para trás do balcão com o vendedor e o esperado aconteceu... Mas enquanto Manoel levantava as calças o vendedor embrulhou um tijolo para o Manoel.

E então quando Manoel levantou as calças, pagou os R$100, se despediu e foi pra casa.

Chegando em casa ele diz pra Maria:

— Maria abre o pacote que eu vou tomar um banho.

Assim que abriu o pacote Maria viu o tijolo disse para Manoel:

— Manoel te fuderam!

Então Manoel responde:

— Puta que o pariu, está dando notícia até no rádio!

47
26
21

Suicídio do Português

O vizinho entra na casa do português e o encontra com uma corda amarrada na barriga:

— O que é isso? Por que esta com esta corda amarrada na barriga?

O português responde:

— Vou me suicidar!

— Mas com uma corda amarrada na barriga?

— Pois é! Eu coloquei no pescoço, mas começou a me faltar o ar!

91
61
30

Documento da Besta

Um português decidiu comprar um carro novo com capacidade para mais de 7 pessoas. Foi até a loja e escolheu uma Besta, sem nem ver o nome do carro, apenas porque era o modelo mais novo e bonito.
Passados alguns dias, decide sair para passear com a esposa e exibir o carro novo. Fazia a maior festa, buzinava, mexia com o povo na rua e etc.. até que foi parado em uma blitz policial. O guarda então, pergunta:

— Cadê o documento da besta ?

O português responde:

— Está aqui, e lhe entrega a identidade.

O guarda então diz:

— O senhor se enganou, eu quero o documento da perua.

O português olha para sua mulher e diz:

— Ele quer o seu documento também!

83
60
23

Óculos do Japão

O português foi pro Japão e comprou um par de óculos cheio de tecnologia que mostrava todas as mulheres peladas. Manuel coloca os óculos e começa a ver todas as mulheres peladas, ele se encanta. Põe os óculos, pelada. Tira os óculos, vestidas. E assim foi Manuel para Portugal, louco para mostrar a novidade para a Maria, sua mulher.
Quando chega em casa, já coloca os óculos para pegar Maria pelada. Abre a porta e vê Maria e um homem no sofá pelados. Tira os óculos, pelados. Põe os óculos, pelados. Tira, pelados. Põe, pelados.

E Manuel diz:

- Puta que pariu! Essa merda já quebrou!

156
136
20

O Navio Italiano e o Português

No cais, estavam dois navios ancorados. Um navio italiano e outro português. Uma bela noite, de céu estrelado e lua cheia, Manoel saiu no convés e passou a observar o navio italiano. Foi quando ouviu alguém chamá-lo:

— Manoeeeeellllll!

Ele ficou assustado e respondeu para o navio italiano:

— Sim, sou eu!

E a voz gritou de lá:

— Vai tomar no cu, Manoel!

Ele ficou nervoso. Uma fera. Na noite seguinte, resolveu ir lá conferir. Foi chegando ao convés e ouviu a voz novamente:

— Manoeeeeellllll!

— O quê?

— Vai tomar no cu, Manoel!

E isto se repetiu por várias noites. Até que ele se encheu, e foi reclamar com o comandante do navio. O comendante disse:

— Faça o seguinte: assim que tu chegares ao convés, grita Giovanni. Está cheio de Giovanni nos navios italianos. Aí, quando ele responder, tu o mandas tomar no cu, no teu lugar.

— Maravilha! — disse Manoel empolgado.

E lá se foi. De noite, chegou cedo ao convés e gritou para o navio dos italianos:

— Giovaaaaaaaaaanniiii!

Uma voz respondeu de lá:

— Quem me chama?

E ele:

— É o Manoel!

— Vai tomar no cu, Manoel!

91
70
21

Camuflagem na Guerra

Estava tendo uma guerra entre portugueses e alemães, ambos os lados estavam camuflados e não era possível matar ninguém, até que um alemão teve uma ideia, ele chamaria pelo nome e os portugueses que aparecessem eles matariam. Então, o alemão gritou:

— Ô Manuel!

Uma grande quantidade de portugueses se levantou e os alemães metralharam todos.

Os portugueses, vendo que metade do exército tinha morrido resolveu revidar. Pensaram, tudo quanto é alemão se chama Fritz. Então gritaram:

— Ô Fritz!

O batalhão inteiro da Alemanha se levantou e gritou:

— Não tem nenhum Fritz aqui!

E os portugueses:

— Ah, se tivesse...

36
-7
43

Herói do Português

O português estava andando à noite num lugar muito perigoso, quando dois assaltantes encapuzados o abordaram e começaram a surrá-lo. Enquanto apanhava o português gritava:

— Socorro! Socooorrroooo! Alguém me ajude!

Eis que surge do nada um homem vestido de preto com uma máscara preta, chapéu preto e uma espada.

O homem luta com sua espada e faz uma marca de Z no peito de um dos bandidos. O outro bandido recebe uma marca de Z na sua testa. Eles fogem correndo. O português ainda no chão é ajudado pelo homem.

— Levanta Manoel!

Todo machucado, mas aliviado e salvo, Manoel agradece:

— Obrigado! Muito obrigado, Zuper-Homem!

50
34
16

Amor de Verdade

No restaurante, Manoel se abre para o seu melhor amigo:

— Eu sou o gajo mais feliz do mundo! A minha mulher me ama de verdade!

— Ora pois — estranha ele — E por que você está falando isso justo agora?

— Ah, ontem eu fiquei de cama por causa de uma gripe forte e ela me surpreendeu!

— Continuo sem entender...

— Calma, deixa eu terminar! Ela estava tão feliz de eu estar em casa que não conseguia se conter! Pra qualquer pessoa que batia a nossa porta, até pro carteiro e pro leiteiro, ela gritava, cheia de entusiasmo: "O meu marido está em casa! O meu marido está em casa!"

52
35
17

Sacos Frios

Três mulheres conversavam.

Disse a primeira:

— Sabem, o saco do José, meu marido, é frio...

Disse a segunda:

— Hoje, verei como é o saco do Manuel...

No dia seguinte, falou a segunda mulher:

— É, também o saco do Manuel é frio, que engraçado...

A terceira disse:

— Bem, hoje verei como é o saco do Joaquim...

No outro dia, Maria, mulher do Joaquim, foi encontrar as amigas. Ela estava toda quebrada, com os olhos roxos, cheia de hematomas.

— O que houve, Maria? perguntaram as duas.

— Imaginem. Peguei no saco do Joaquim e era quente. Disse-lhe apenas que como poderia o dele ser quente se o do Manuel e o do José eram frios...

120
13
107

Aprender Chinês Rápido

Joaquim vai até uma escola de idiomas e pede:

— Por favor, eu queria aprender chinês em um mês!

— Um mês? - pergunta a atendente assustada - Meu senhor, nós não temos cursos tão rápidos! É impossível aprender um idioma em tão pouco tempo! O senhor realmente precisa aprender com tanta urgência?

— Sabe o que é, senhorita? Eu adotei um chinesinho de 11 meses e logo logo o danadinho está falando! Se eu não aprender logo chinês, como vou entendeire o que o pequeno está dizendo?

52
11
41

Serviço na Quadrilha

Joaquim chega ao Brasil em busca de trabalho e o que ele encontra é essa situação de desemprego, tudo consequência dessa tal de globalização neo-liberal. Procura, procura e só aparece um serviço numa dessas quadrilhas de, digamos, varejo de substâncias etc e tal. Mas, o que fazer? A crise é braba e tem de ser enfrentada com criatividade.

E o nosso querido Joaquim recebe o primeiro serviço: levar a um país vizinho uma carreta roubada, com uma carga roubada e trocar toda a mercadoria por droga. O chefe da quad..., perdão, o Supervisor de Operações dá as instruções: como ele deve fazer ao encontrar barreiras policiais, postos de fiscalização, quais as estradas alternativas e tudo o mais. E o Supervisor de Operações finaliza:

— Troque tudo por coca.

— Eu cuido disso, chefe— diz ele. — Não há por que te preocupares.

E lá se vai o Joaquim. Segue as instruções, provê os incentivos adequados a cada momento da viagem, segue pelas estradas alternativas etc etc. E não é que o gajo até que está se saindo muito bem?

Ao voltar ao Brasil, ele vai direto à Central de Operações da quad..., que coisa! perdão mais uma vez, o Joaquim vai direto à Central de Operações da Organização e apresenta-se ao Supervisor de Operações.

— Missão cumprida, senhoire — diz o Joaquim.

— Fez tudo conforme as instruções? — pergunta o supervisor.

— Tudo perfeito, chefe. Só houve um pequeno probleminha. Lá onde entreguei a mercadoria, não havia coca. Aí eu trouxe pepsi mesmo.

37
21
16

Problemas na Aeronave

A aeronave da BUFIL (Bruta União de Fortalezas que Isvoaçam o Litoral, segundo o comandante Zé Vasconcelos) está com problemas a bordo. Os motores fazem um barulho estranho. Preocupado, o comandante Manoel pega o celular e liga para a torre de controle.

— Alô, torre de controle. Aqui é o Manoel. Minha aeronave está com problemas no motor. Estou a perder altura. Aguardo instruções.

— Alô, Manoel. Aqui a torre de controle. Diga-nos sua posição e altura.

— Alô, torre de controle. Vou dizeire as informações que estás a pedir-me. Posição: sentado. Altura: um metro e setenta e dois sem as chinelas.

— Registado, Manoel. Agora, a rota.

— AROOOOUUUUTTT!