Piadas de Professor

O professor de português, recém-chegado naquela cidadezinha, resolve fazer um terno. Ao passar por uma alfaiataria, ele lê o letreiro: Arfaiataria Aguia di Oro.

Ao entrar, ele cumprimenta o proprietário e, tentando ser gentil, tece um elogio:

— Parabéns! Gostei do nome que você colocou na sua loja. Águia de Ouro! É um nome imponente!

O caipira olha para ele com ar desconfiado e responde:

— Discurpi seu dotô! Pode ser imponente, mas o sinhô falô errado. Não é "Águia di oro" e sim "Agúia di oro"!

14
2
12

Conversando com a professora, Joãozinho começa a falar da sua família:

— Fessora! Sabia que todas as minhas irmãs têm nome de flor?

— É mesmo, Joãozinho? — diz ela, animada — Que bonito! E quantas irmãs você tem?

— Ah, professora... Tenho tantas que nem sei!

— Nossa! E quem escolheu esses nomes de flores? A sua mãe?

— É! Ela também tem um nome de planta!

— Não diga! Como ela se chama?

— Trepadeira, fessora!

30
18
12

Chiquinho estava muito excitado à frente da professora. Toda hora parava de copiar, o lápis caía de sua mão, ele baixava para pegá-lo, depois sentava-se na beiradinha da carteira como se fosse cair, olhava para baixo e pra frente, fechava os olhos e quase desmaiava. A professora não se conteve:

— Chiquinho, sente-se direito.

Ele ficou revoltado:

— Senta direito a senhora!

14
7
7

Ao entrar na sala de aula, a professora vê um pênis desenhado no quadro. Sem perder a compostura, imediatamente ela apaga o desenho e começa a aula.

No dia seguinte, o mesmo desenho, só que ainda maior. Ela torna a apagá-lo e não faz nenhum comentário.

No outro dia, o desenho já está ocupando quase o quadro todo, e embaixo ela lê os seguintes dizeres: "Quanto mais você esfrega, mais ele cresce!"

37
21
16

Joãozinho chega na aula com o olho roxo e a professora pergunta:

— Joãozinho, o que aconteceu com você? Você está com o olho todo roxo!

— É professora, eu estava no busão vindo pra aula e do meu lado tinha uma gorda. Aí, quando ela levantou, eu vi que a saia dela tava enfiada no bumbum, então eu fui lá e tirei. Aí ela me deu um soco na cara.

— Joãozinho, que coisa feia nunca mais faça isso!

No outro dia, aparece ele com o outro olho roxo e a professora logo pergunta:

— Joãozinho, o que aconteceu desta vez?

— Professora, sabe aquela gorda?

— Sei.

— Então, ela sentou do meu lado de novo. Quando ela levantou, a saia tava lá outra vez. Aí um menino foi lá e tirou! Como eu sabia que ela não gostava, enfiei de novo!

67
57
10