Piadas de Professor

A professora pergunta pra Mariazinha:

— Mariazinha, qual é a profissão do seu pai?

— Ele é médico, cura as pessoas!

— Muito bem — disse a professora.

— E você, Zezinho, qual a profissão do seu pai?

— Ele é engenheiro, professora, projeta prédios e casas.

— Muito bem! E você, Joãozinho, o que faz o seu pai?

O Joãozinho, meio encabulado, fica vermelho, abaixa a cabeça e responde com vergonha:

— Ele é stripper numa casa de shows para gays no bairro do Morumbi, professora.

— Como? — Pergunta a professora, incrédula.

— É, professora, ele tira a roupa e fica um monte de gays passando a mão na bunda dele e botando dinheiro na sunga dele.

A professora, meio constrangida, encerra a aula e chama o Joãozinho no particular.

— Joãozinho, é verdade o que você disse sobre o seu pai? Ele me pareceu uma pessoa tão séria e trabalhadora.

— Não, professora, na verdade ele é jogador do Corinthians, mas eu fiquei com vergonha de falar na frente dos meus colegas!

60
36
24

Quatro lombrigas são colocadas em quatro tubos de ensaio separados:

A primeira lombriga em álcool, a segunda lombriga em fumo de cigarro, a terceira em esperma e a quarta em terra natural.

No dia seguinte o professor mostra aos alunos o resultado:

A primeira lombriga, em álcool, está morta. A segunda, no fumo do cigarro, está morta. A terceira, em esperma, está morta. A quarta, em terra natural, está viva.

O professor comenta que é bastante nítido o que é prejudicial e pergunta à classe:

O que podemos aprender desta experiência?

Responde imediatamente o Joãozinho:

— Temos de beber, fumar e foder em abundância para não termos lombrigas!

37
33
4

A professora diz:

— Você Fernandinho, me diz ai um bichinho de 4 pernas, anda no telhado, dorme no fogão, faz miau, tem bigode e uma azeitona no nariz.

O Fernandinho responde:

— Azeitona? Sei, não, fessora.

— É o gato! A azeitona, só botei pra complicar. Agora você Chiquinho: Me diz uma coisa que a gente coloca café, leite, tem um biquinho, uma tampinha em cima e uma goiaba em baixo.

Chiquinho responde:

— Goiaba? Sei, não, fessora.

— É o Bule! A goiaba, só botei pra complicar. Entenderam como é? Faz comigo agora, Joãozinho. Pergunta pra mim!

E o capetinha da classe pergunta:

— Ah, é?... Ah, é?... Pode deixar que eu pergunto... Deixa comigo... O que é uma coisa que é roliça, tem uma ponta vermelha, as mulheres gostam de por na boca e tem duas bolas em baixo?

E a professora:

— O quê? Tá expulso da classe, seu safado!

Joãozinho responde:

— Nããããããão, fessora! É batom! As duas bolas, só botei pra complicar.

91
77
14

Primeiro dia de aula, a nova professora se apresenta:

— Bom dia, crianças! Meu nome é Valgina e eu vou ser a professora de vocês este ano. Agora eu quero saber o nome de cada um de vocês.

E cada um foi levantando e dizendo o seu nome.

No dia seguinte, Joãozinho chega alguns minutos atrasado e assim que entra na classe, sorrateiro, a professora o surpreende:

— Bom dia, Joãozinho!

E ele, querendo ser simpático:

— Bom dia, dona Bucleta!

33
22
11

O garoto chega no meio da aula:

— Desculpe o atraso professora.

Professora:

— Atrasado novamente? É sempre assim, se não chega atrasado na aula, falta. O que pretende ser se comportando desse jeito?

Garoto:

— Deputado, professora!

13
8
5

Dia de prova na escola, todos os alunos tensos, entra na sala o professor de quem todos têm medo e diz:

— O horário de entrega das provas é até as dez em ponto. Ouviram? Dez em ponto! Depois disso não vou aceitar.

Apenas um aluno continua fazendo o exame depois das dez. Quando o professor está se preparando para ir embora, o aluno levanta e vai entregar a prova:

— Está aqui professor!

— Agora não vou aceitar mais!

— Como não?

— Eu deixei bem claro que só aceitaria provas até as dez horas.

— Professor... O senhor sabe com quem está falando?

— Não, não sei...

O aluno rapidamente coloca a sua prova no meio das outras e diz:

— Então, descobre!!!

34
21
13

Em um hospital público, a professora de medicina dá uma aula prática, examinando uma paciente:

— Alunos, reparem bem nos sintomas aparentes desta moça: olhos inchados, rosto deformado, lábios murchos e sem cor...

— Peraí, Doutora! — interrompe a paciente — A senhora também não é lá essas coisas!

12
3
9

Na aula de português, a professora de Joãozinho pediu que ele conjugasse o verbo andar. Ele conjuga:

— Eu ando... tu andas... ele anda... nós andamos... vós andais... eles andam.

A professora fala:

— Mais rápido Joãozinho!

Joãozinho conjuga novamente:

— Eu corro, tu corres, ele corre, nós corremos, vós correis, eles correm!

58
21
37

Um professor de química queria alertar os alunos sobre o mal que as bebidas alcoólicas fazem e fez uma experiência em sala de aula, usando um copo de água, um copo de cerveja e dois vermes.

— Eu vou colocar um verme na água — disse ele, pegando um dos vermes — E vocês vão ver que nada vai acontecer.

Dito e feito. O verme caiu na água e ficou nadando tranqüilamente.

— Agora eu vou colocar um verme no copo de cerveja e ele vai morrer!

E jogou o outro verme no copo cheio de cerveja. Não deu outra. Em menos de um segundo o verme bateu as botas. Ficou parado, duro, no fundo do copo.

— Viram? — disse o professor, satisfeito com o resultado da experiência — E então? O que nós aprendemos depois de fazer esta experiência?

Joãozinho se levantou e disse, em voz alta:

— Aprendemos que bebendo muita cerveja nós ficamos livres dos vermes!

113
97
16

Joãozinho chega à sala de aula com um enorme galo na cabeça. A professora pergunta:

— O que aconteceu, Joãozinho?

— Atiraram ervilhas em mim, professora!

— Mas como as ervilhas, tão pequeninas, conseguiram fazer um estrago tão grande?

— Elas ainda estavam enlatadas!

68
42
26

A professora começou a aula e 1 menino chegou nela e disse:

— A professora perguntou onde você estava?

Ele falou:

— Comendo paçoquinha!

E a professora continuou a aula, outro menino chega e a professora pergunta onde ele:

— Você também estava comendo paçoquinha?

Ele disse :

— Estava sim professora!

A professora continuou a aula e depois chegou outra menino e a professora pergunta:

— Você também estava comendo paçoquinha?

Ele disse:

— Não!

A professora disse:

— Ainda bem!

E ele disse:

— Eu sou o Paçoquinha!

55
33
22

Um dia na escola a professora Marieta fala:

— Meus queridos aluninhos, hoje eu vou lhes ensinar o que é verso e o que é prosa. É bem simples, verso é aquilo que rima e prosa é aquilo que não rima.

Professora diz:

— Marquinho, fale-me um verso.

Marquinho diz:

— Em cima daquele morro, tem dois sacos de cimento, quando um bate no outro é sinal de casamento.

Professora diz:

— Agora você Joãozinho, fale-me um verso:

Joãozinho diz:

— Professora bonitinha, que se chama Marieta, a senhora tem cabelo...

A professora interrompe e diz:

— Não Joãozinho... mude tudo, agora eu quero prosa.

Joãozinho diz:

— Tudo bem... Professora bonitinha que se chama Marieta, a senhora tem cabelo no cu.

103
67
36