Piadas de Professor

Todos os dia a professora chegava na sala de aula e dizia:

— Bom dia meus aluninhos...

Em seguida ouvia o coro:

— Bom dia professoraaaaêêêêê!

E todos os dias a rotina se seguia:

— Bom dia meus aluninhos!

— Bom dia professoraaaaaêêêêê!

Até que um dia a professora chegou:

— Bom dia meus aluninhos.

E o coro se seguiu:

— Bom dia professoraaaaaa!

Percebendo a diferença, a professora falou de novo:

— Bom dia meus aluninhos!

E ouviu novamente:

— Bom dia professoraaaaaa!

Como percebeu que o Joãozinho havia faltado neste dia, combinou com os outros alunos que no dia seguinte, quando ela desse bom dia todos, ficariam calados. Então no dia seguinte a professora chegou:

— Bom dia meus aluninhos!

E somente o Joãozinho:

— Vai se fudêêêêêê!

231
196
35

Ao iniciar a aula a professora chama Mariazinha e pede que ela diga uma palavra que começa com a letra B.

O Joãozinho safado fala baixinho:

— Fala bunda, bundaaaa!

Mariazinha responde:

— Boneca professora. Muito bem Mariazinha!

Professora:

— Agora Juquinha, diga uma palavra que começa com a letra C.

E o Joãozinho safado:

— Fala cu, cuu!

Mas o Juquinha responde:

— Cachorro, professora!

— Muito bem Juquinha! Agora vou chamar o Joãozinho.

O pilantra morre de prazer, é agora!

— Joãozinho me diga uma palavra que começa com a letra A!

E o Joãozinho:

— A, a , a... Anão fessora, mas com um cacete deste tamanhooo!

100
22
78

Joãozinho, da 5° série, escreveu uma poesia para a aula de redação, chamada "A primeira vez". No início da aula a professora pede para que ele leia a poesia e ele inicia a leitura:

"O céu estava claro,
a lua quase dourada,
ali no campo eu e ela,
não se via mais nada.

A pele suave,
as ancas expostas,
eu tocando de leve,
o macio de suas costas.

Não sabendo começar,
olhei o corpo esguio,
e decidi por as mãos,
no seu peito macio.

Eu sentia medo,
meu coração forte batia,
enquanto bem lentamente,
as firmes pernas abria.

Vitória! Eu consegui,
tudo então melhorou,
pelo menos desta vez,
o líquido branco jorrou.

Finalmente tudo acabou,
e saio quase de maca,
foi assim a primeira vez
que eu tirei leite de vaca."

383
329
54

Joãozinho falava tanta besteira na sala de aula que um dia a professora combinou com as garotas:

— A próxima vez que o Joãozinho falar besteira, vocês saem imediatamente da sala!

E no dia seguinte, logo no começo da aula a professora começou:

— Pedrinho, o que você vai ser quando crescer?

— Vou ser médico, professora! Para ajudar os doentes!

— Muito bem! E você, Marquinho?

— Vou ser advogado, professora!

— E você, Joãozinho?

— Quando crescer eu vou ser dono de um puteiro, professora!

Imediatamente as meninas começaram a sair da sala.

— Calma, calma aí suas putas! As vagas ainda não estão abertas!

318
220
98

A professora chega na classe e pede para os alunos fazerem uma frase com Urubu. Depois de um tempo ela começa a perguntar as freses,e começa pela Letícia:

— Qual foi sua frase Letícia?

E ela responde:

— O Urubu tem penas pretas e bonitas!

— Muito bem Letícia. — elogia a professora.

— E a sua Joãozinho? — ela pergunta.

E ele responde:

— Urubu tem pena no cu!

A professora fica muito brava e pede para ele fazer outra. E quando ela terminou de perguntar as frases dos outros alunos, pediu para ouvir a nova frase do Joãozinho.

E ele fala:

— O Urubu tem pena no pé, porque no cu a professora não quer.

136
109
27

Aluno de Direito ao fazer prova oral:

— O que é uma fraude?

— É o que o senhor professor está fazendo — responde o aluno.

O professor fica indignado:

— Ora essa, explique-se.

Então diz o aluno:

— Segundo o Código Penal, "comete fraude todo aquele que se aproveita da ignorância do outro para o prejudicar".

43
32
11

— Estava a professora, aquela bem angelical e pura, a dar aulas na sala em que o Joãozinho freqüentava, e perguntou ao próprio:

— Joãozinho, o que é que você mais gosta?

— Eu gosto de tu, professora, de tu!

A professora ficou toda comovida com a resposta do Joãozinho e disse:

— Joãozinho, pela tua resposta, que me deixou muito orgulhosa, vou lhe dar um refrigerante na hora do recreio, qual o seu refrigerante preferido?

— Eu gosto de Tota-Tola, professora!

110
51
59

Durante a sua campanha pelas indiretas, Maluf se enche de coragem e vai visitar uma escola primaria. Para sua surpresa e muito bem recebido pela turma do segundo ano primário. Mas que meninos inteligentes diz ele. E pergunta para a professora o que eles sabem fazer.

— Ah, eles são muito estudiosos. Sabem ler, escrever, geografia, historia, matemática, mas são craques mesmo em conjugar verbos.

— Quero ver, diz Maluf, e pede a um menino para conjugar um verbo. O garoto, todo compenetrado:

Eu malufo

Tu malufas

Ele malufa

Nós malufamos

Vós malufais

Eles malufam.

O ex-governador de São Paulo ficou impressionado e deu uma caneta de presente para o garoto. Depois de visitar a escola toda, encontrou o mesmo menino no recreio chorando num canto. Foi até lá e perguntou:

— Por que‚ que você está chorando?

- É que o sacana do Zé da terceira série, malufou a minha caneta.

28
15
13

Joãozinho estava na escola e depois dos deveres a professora disse:

— Vai ter um trabalho de saúde para amanhã, tragam alguma coisa sobre saúde e eu vou perguntar algumas coisas sobre isso depois.

No dia seguinte Joãozinho chegou na escola e a professora mandou apresentarem os seus trabalhos:

— Mariazinha, o que você trouxe?

— Um bandeide.

— Pra que serve?

— Pra colocar no machucado.

— Quem te deu?

— Minha Mãe.

— O que ela disse?

— Que ia ser o melhor trabalho!

— Joãozinho o que você trouxe?

— Uma mascara de oxigênio.

— Pra que serve isso Joãozinho?

— Pra respirar a força!

— Quem te deu isso menino?

— Minha avó.

— O que ela disse?

— Ela disse: Devolve, peste!

106
85
21

A professora no final da aula pergunta para Mariazinha:

— Do que você tem medo Mariazinha?

A menina responde:

— Do lobisomem professora.

— E você Pedrinho?

— Do bicho-papão, fessora.

— E você Joãozinho?

— Do Malamen.

— Malamen? O que que é esse Malamen?

— Sabe fessora, todas as noites quando minha mãe está rezando ela fala: "E livrai-nos do Mal-amém".

90
59
31

Uma professora em sala de aula começa a perguntar a seus alunos:

— Pedrinho, o que você vai ser quando crescer?

Pedrinho responde:

— Marinheiro.

E você Zezinho:

— Médico.

E você Chiquinho:

— Jogador de futebol.

E você Joãozinho:

— Eu quero ser peludo, professora.

— Peludo, muito peludo, peludão.

E a professora abismada pergunta:

— E porque você quer ser peludo, menino?

E o Joãozinho responde:

— Sabe que é professora, um pouquinho que minha irmã tem, ela sustenta todo mundo lá em casa.

45
-14
59

A professora no fim aula pede para que os alunos tragam para a próxima aula uma frase que contenha uma rima.

No outro dia pede para que os alunos leiam a frase e quando chega a vez de Joãozinho ele diz:

— Lá vai o canguru com uma flor no cu!

E a professora diz:

— Joãozinho, o que é isso? Pode refazer sua frase e nos apresente no final da aula.

E quando chega o final da aula a professora pede para ele ler a nova frase. E Joãozinho em alto e bom som fala:

— Lá vai o canguru com uma flor na bochecha, porque no cu a professora não deixa!

200
150
50