Piadas de Professor

A mãe de Joãozinho volta à casa da clínica onde teve gêmeos e é recebida por Joãozinho:

— Mamãe, mamãe! Eu contei para a professora que tive um irmãozinho e ela me liberou das últimas três horas de aula!

— E por que você não contou que eram dois irmãozinhos? — perguntou a mãe.

— Eu não sou trouxa, mãe! O outro irmãozinho eu reservei pra semana que vem!

92
61
31

Na aula de Ciências, a professora diz:

— Anotem a lição de casa, crianças. Vocês vão ter que pesquisar o habitat natural das 70 espécies de animais que estão na página 23, também vão ter que dizer qual o país de origem de cada animal, quais seus predadores, suas presas, seus costumes e fazer uma redação sobre cada um... falando em animais, Martinha, o que dão as ovelhas?

— Lã, professora.

— Muito bem! Pedrinho, o que dão as galinhas?

— Ovos, Fessora!

— Parabéns! Joãozinho, o que dão as vacas?

— Lição de casa!

191
156
35

Na aula de religião, a freira pergunta aos meninos e meninas da turma:

— Qual é a parte do corpo que chega primeiro ao céu?

Uma menina levanta o braço e diz:

— As mãos, irmã.

— E por quê?

— Porque quando rezamos, elevamos as mãos ao céu.

Nisto, Joãozinho pede licença à professora e contesta:

— Não são as mãos não! São os pés!

— Os pés, Joãozinho? E por quê? — pergunta a freira.

— Bem, esta noite, fui ao quarto dos meus pais. A minha mãe estava com ambas as pernas levantadas, os pés no ar, e gritava: "Meu Deus, meu Deus, estou indo... estou indo"... Ainda bem que o meu pai estava em cima dela, segurando, porque senão ela ia mesmo...

127
95
32

Na sala de aula, a professa pergunta:

— Qual a coisa mais pesada que existe?

— O elefante — responde a Aninha.

— A baleia — diz o Pedrinho.

— Um caminhão — diz o Paulino.

— É o pinto do meu pai!

— O que é isso, Joãozinho? Quem foi que te disse essa asneira?

— Minha mãe, professora! À noite, eu sempre ouço ela dizer pro meu pai: "Esse negócio nem Deus levanta!"

85
69
16

Garoto de memória prodigiosa era aquele. Quando a professora pediu que cada aluno contasse a primeira coisa de que lembrava na vida, teve um que falou da festa do primeiro aniversário; outro, da chupeta que largou aos seis meses de vida; um terceiro, das cores de sua primeira roupinha, ainda no berçário. E chegou a vez dele:

— A primeira coisa que eu lembro é que fui a um piquenique com meu pai e voltei com a minha mãe.

16
2
14

O garotinho chega da escola e corre contar a novidade para o pai:

— Papai, hoje a professora pediu para a gente escrever sobre nossos heróis, nossos modelos de vida e eu escrevi sobre você!

— Verdade, filho? Nossa... eu nem sabia que você me admirava tanto! - diz o pai comovido.

— Não é bem assim, papai... É que eu não sabia escrever Arnold Schwarzenegger!

18
-3
21