Piadas de Psicólogo

O sujeito toda a noite mijava na cama, até que um dia sua mulher acabou convencendo-o de que ele deveria procurar um psicólogo.

Assim que sentou-se no divã, ele desabafou:

— Sabe o que acontece, doutor? Toda noite eu sonho que estou num bosque muito bonito, passeando e de repente surge um anjo que pega na minha mão, me leva atrás de uma moita e me manda mijar.

— Tudo bem, pois daqui em diante, toda a vez que o senhor tiver este sonho, e o anjo lhe pedir para mijar, você diz "não", ok?

— Combinado!

E naquela mesma noite ele sonhou que estava no bosque passeando e de repente surgiu um anjo que o pegou pela mão, levou-o atrás de uma moita e disse:

— Mija!

E ele:

— Não!

— Mija! — repetiu o anjo.

— Nãão!

— Miiijaaaa!

— Nãããããõoooo!

— Então, caga!

— Ahhhhhh!

30
16
14

A bichinha vai ao psicólogo dizendo que quer mudar de vida.

— O que o levou a escolher esse tipo de vida? — pergunta-lhe o psicólogo.

— Não foi eu quem escolheu! Fui forçado a isso! Quando eu tinha uns 12 ou 13 anos, estava brincando no jardim lá de casa, quando o meu primo veio por trás, me agarrou e abusou de mim ali mesmo! Foi um horror!

— Mas você não poderia ter escapado? Não tentou correr?

— Tentar eu tentei, mas de salto alto e saia justa, cadê velocidade?

54
35
19

Desconfiado com as constantes desmunhecadas do filho, o pai leva o garoto a um psicólogo para tirar suas dúvidas.

— Qual o vegetal que você mais gosta? — o psicólogo pergunta ao menino.

"Ele vai responder cenoura ou pepino", pensa o pai.

— Chuchu — responde o garoto.

O pai respira aliviado.

— Qual o seu número preferido? — torna o psicólogo.

"24", pensa o pai.

— Onze — responde o garoto.

O pai respira aliviado.

— Qual o animal que você mais gosta? — pergunta o psicólogo.

"Carneirinho", pensa o pai.

— Jacaré — responde o garoto.

— O que você quer ser quando crescer?

"Cabeleireiro", pensa o pai.

— Juiz de Direito — responde o garoto.

Aliviado, o pai se dirige ao psicólogo confiante:

— Então, doutor, me parece que o menino não tem tendências homossexuais!

— Ora, o seu filho é um veado nato! Veja as respostas dele: o chuchu, dá o ano inteiro; o número 11, é um atrás do outro; o jacaré se defende com o rabo e o juiz vive na Vara.

123
109
14

O sujeito casou-se com uma mulher que era teimosa que nem uma mula. Dois anos depois, à beira de um ataque de nervos, conseguiu convencê-la a consultar um psicanalista.

Na volta da primeira consulta, ansioso, ele pergunta:

— E então, meu amor? Como foi a consulta? Tudo bem?

— Tudo bem, uma ova! Precisei gastar todo o meu horário para convencer o psicólogo que o divã ficava muito melhor no meio da sala!

29
12
17

Um advogado casou com uma mulher que havia sido casada oito vezes. Na noite de núpcias, no quarto do hotel a noiva disse:

— Por favor meu bem, seja gentil. Ainda sou virgem!

Perplexo, sabendo que ela havia sido casada oito vezes, o noivo pediu para que ela se explicasse.

— Ela respondeu:

— Meu primeiro marido era psicólogo. Ele só queria conversa sobre sexo;

— Meu segundo marido era ginecologista. Ele só queira examinar o local;

— Meu terceiro marido era colecionador de selos. Ele só queria lamber;

— Meu quarto marido era gerente de vendas. Ele dizia que sabia que tinha o produto, mas não sabia como utiliza-lo;

— Meu quinto marido era engenheiro. Ele dizia que compreendia o procedimento básico, mas que precisava de três anos para pesquisar, implementar e criar um método de utilização;

— Meu sexto marido era funcionário público. Ele dizia que compreendia perfeitamente como era, mas que não tinha certeza se era da competência dele;

— Meu sétimo marido era técnico de informática. Ele dizia que se estava funcionando, era melhor ele não mexer;

— Meu oitavo marido era analista de suporte. Depois de dar uma olhada, ele disse que as peças estavam todas perfeitas, mas que não sabia porque o sistema não funcionava.

— Por isso agora estou me casando com um advogado.

— Por que eu? — Disse o advogado.

— Porque tenho certeza que você vai me foder!

123
103
20

Certo dia quando seu Zé estava em casa mandando aquele paieiro, recebe a visita de uma psicóloga.

Ela então pergunta ao seu Zé se pode lhe fazer algumas perguntas. E ele desconfiado responde que sim. A psicóloga pergunta:

— Seu Zé o que o senhor acha da nudez?

— Bão demais sô! — responde Seu Zé.

— Ué porque? — pergunta a psicóloga.

Seu Zé responde:

— Mió nudeis do que no nosso ué!

36
12
24