Piadas de Sogras

113
45
68

Muita Gente Na Casa

Um compadre disse pro outro:

- Por que tanta gente na sua casa, alguém morreu?

- Sim, minha sogra. O burro deu um coice nela.

- Então todas pessoas que estão aqui conhece a sua sogra?

- Não, querem comprar o burro.

451
249
202

Recenseamento Demográfico

O recenseador bate na porta do sujeito:

- Bom dia, eu sou do recenseamento demográfico, o senhor poderia me responder a algumas perguntas?

- Claro.

- Muito bem, qual é o seu nome, por favor?

- Adão.

- O senhor é casado?

- Sim.

- E qual é o nome da sua esposa?

- Eva.

O recenseador dá aquele risinho de gozação e diz:

- Vai me dizer que o senhor tem uma cobra em casa?

- Espera aí que vou chamar a minha sogra...

294
153
141

Visita Surpresa da Sogra

A sogra foi visitar a filha e o genro. Quando ela chega na casa deles, o genro atende:

- Sogra querida, que surpresa!

- Por que a surpresa? Minha filha não disse que eu viria passar uns tempos aqui com vocês?

- Disse sim, mas eu achei que fosse só para curar o meu soluço!

1029
511
518

Reclamações da Sogra

O sujeito está saindo do seu apartamento com uma mala e cruza com o vizinho, que pergunta:

- Onde você vai com essa mala, Alberto? Tá se mudando?

– Ah, a minha sogra tá me enchendo o saco! Pra você ter uma ideia hoje ela me xingou de vagabundo, inútil, preguiçoso, insensível, cretino, fracassado… Ah, cansei!

– O quê? Que velha folgada! Se eu fosse você, matava ela, cortava em quatro pedaços e jogava no rio!

– E o que você acha que eu tô levando dentro da mala?

321
146
175

Frio Crítico

Acabo de falar com um amigo que mora lá e ele me disse que nessa madrugada fez 6 graus negativos e sensação térmica de -20 graus. Ele mora no interior e sua sogra está depressiva e não faz outra coisa a não ser olhar pela janela da cozinha. Me disse que se continuar nessa situação não vai ter outra alternativa, vai ter que deixar a véia entrar.

255
-128
383

Nova Companhia

Marcelo encontra o amigo Paulo que não via há mais de um ano. Paulo acompanhado de uma loira espetacular, ambos em uma lanchonete. Aproveitando que o mulherão foi ao banheiro Marcelo começa o interrogatório.

- Cara! Que mulher é esta? A última vez que nos vimos você era casado com uma mulherzinha muito feia.

- Ah! Não dava mais meu amigo, ela não tinha nenhum estímulo na vida, foi desgastando. Trouxe a mãe dela pra morar com a gente. Quando ela foi trabalhar a noite eu tive que fazer companhia para minha sogra cheia de manias, não dormia sozinha, não ia à padaria de medo de se perder. Praticamente meu fim de semana era fazendo companhia para minha sogra...

- Isso é ultrajante! Ainda bem que você separou dela.

- Separei, mas a minha sogra ainda está morando lá em casa!

- Que coisa bizarra! E esta sua nova namorada maravilhosa sabe disto? - diz Marcelo apontando para a loira que retornara do banheiro.

- Namorada? Ah, esta aqui é a minha sogra!

449
229
220

Enterro da Sogra

Um amigo vai ao boteco tentar convencer o outro amigo a ir no enterro da sogra dele:

- Você tem que ir, sua mulher vai ficar chateada com você.

- Eu não vou, rapaz. Que ela descanse em paz.

- Mas vá lá cara, nem que seja pra dar uma cuspida no caixão dela.

- Eu não. Você acha que eu tenho paciência pra ficar em fila?

392
136
256

Assalto na Agência Bancária

O sujeito vai entrando na agência bancária, juntamente com a sogra, no momento exato em que acabara de haver um assalto. O assaltante passa por ele, correndo, armado, e se dirige aos dois:

- Vocês, por acaso, viram acontecer alguma coisa aqui? Viram algum assaltante de banco aqui?

Ao que o sujeito, responde:

- Eu não vi nada. Mas minha sogra aqui viu tudinho.

113
55
58

Me Viu Roubar?

Um perigoso ladrão entra armado em um banco. Assustando os clientes, vai até o atendente e exige todo o dinheiro do caixa. Com a quantia em mão, ele se volta para um dos clientes e pergunta:

— Você me viu roubar esse banco?

Com a voz trêmula, ele responde:

— Sim, eu vi.

Sem pensar duas vezes o ladrão atira nele. Depois, volta-se par um jovem parado ao lado de uma senhora e pergunta:

— Ei, você me viu roubar esse banco?

— Eu não vi nada não, moço...

— Tem certeza?

— Tenho... Mas a minha sogra, esa senhora aqui do lado, disse que viu tudinho!

121
89
32

Grita Tão Alto

Três amigos, um inglês, um alemão e um português esperam na fila do caixa da padaria. O inglês comentou:

— Quando fazemos sexo, a minha mulher grita tão alto que a minha sogra, que mora no andar de baixo, escuta!

E o alemão:

— Isso não é nada, a minha mulher grita tão alto, mas tão alto, que a minha sogra, que mora na casa ao lado, escuta!

O português, do outro lado do balcão, dá uma gargalhada e diz:

— Ora pois, isto não é nada, a minha mulher grita tão alto, tão alto, que eu escuto cá da padaria!

77
26
51

Sogra Insuportável

O rapaz estava saindo de sua casa com uma mala, quando seu vizinho logo perguntou:

— Aonde você vai Alberto?

Ele então responde:

— Ah, não dou conta mais da minha sogra não, ela só sabe reclamar, me xingar, me esnobar. Perdi a paciência.

— Se eu fosse você, pegava essa velha e picava em 4 pedaços

— E o que você acha que tem dentro dessa mala?

111
86
25

Planos da Funerária

Final de expediente, o cara atarefado, recebe um telefonema de uma funerária:

— Dr. Marcos, boa noite.

— Olha, estamos aqui com o corpo da sua sogra, que acabou de falecer, e estou lhe telefonando, para lhe informar os nossos planos.

— Plano 01, enterro, R$ 800,00. Plano 02, embalsamamento, R$ 2.000,00. E por último temos, o Plano 03, cremação, R$ 15.000,00.

— O Senhor quer que ela seja enterrada, embalsamada ou cremada? O Dr. Marcos super alegre com a notícia, responde:

— Pode fazer as três coisas, pois com esta velha, a gente não pode facilitar.

63
30
33

A Verdadeira Sogra

Era uma tarde quando duas senhoras discutiam na rua sobre um rapaz que estava ao lado delas. Um outro homem que conhecia as duas, se envolveu no tumulto :

— Ei Dona Gertrudes, Dona Guerta, qual e o motivo de tanta gritaria?

Dona Gertrudes respondeu:

— Este homem se casou com a minha filha , portanto é meu genro!

Dona Guerta retrucou:

— É mentira, este homem é casado com a minha filha e não dela!

— Chega, eu vou resolver este problema à moda antiga, vou dividir este homem em dois!

Dona Gertrudes imediatamente respondeu:

— Está certo, pode cortar este desgraçado!

— Meus parabéns dona Gertrudes, você provou que este é seu genro, pois só uma verdadeira sogra para desejar tamanha maldade ao genro.

59
42
17

Respondendo Processo Criminal

O homem encontra um amigo que há tempos não via, então pergunta:

— E aí Carlão como vai?

— Poxa rapaz, não posso falar agora, estou atrasado para uma audiência no fórum. estou respondendo A um processo criminal — disse ele.

Surpreso, o homem pergunta:

— Mas o que aconteceu?

— Dei uma facada em uma barata!

— Não é possível, por isso não podem te processar!

— O problema amigo, é que a barata estava na bunda da minha sogra!

63
39
24

Lápide Cara

Todos elogiaram a bondade e o respeito daquele genro que gastou uma nota preta para fazer uma rica lápide de mármore, para a sepultura da sogra.

Os elogios cessaram, no entanto, tão logo se conheceram os dizeres que ele mandou gravar:

"Aqui jaz e jaz bem. Descansa ela e eu também!".

28
14
14

Jovem Muito Tímido

Um jovem rico, mas muito tímido, casou-se com uma moça muito bonita e de boa família. À noite foram para a cama e a noiva esperava que ele fizesse aquilo que todos os casais fazem na noite de núpcias. E não aconteceu nada, nem sequer um beijo. Nada! No dia seguinte a esposa foi à casa da mãe chorar a situação.

— Que é que aconteceu de ruim, minha filha? — pergunta a mãe.

— Ele não fez nada, mãe! Ensinei-o como devia fazer, ajudei-o e nada!

— Espera minha filha que eu vou resolver isso.

A sogra foi até a casa e falou para o genro:

— Minha filha está reclamando que você não agiu como um marido com ela ontem à noite.

O genro ficou quieto e a sogra continuou:

— Você não sabe como é que fazem os cães? É isso que você tem que fazer, igualzinho como um cachorro faz! Então logo a noite você faz com a minha filha como os cães fazem com as cadelas, e tudo vai correr bem!

No dia seguinte, a filha voltou a procurar a mãe e chorava mais que no dia anterior.

— Mãe, não sei o que você disse para o meu marido, mas ele ainda foi pior que na noite passada.

— O que é que ele fez? — pergunta a mãe.

— Ele tirou a roupa, tirou a minha roupa, cheirou meu cu, e depois foi mijar contra o armário do quarto.

37
26
11

Desentendimento no Bar

O sujeito entra num bar, senta-se à uma mesa e logo um garçom aparece para atendê-lo.

— Boa noite, o que o senhor toma?

— Eu tomo vitamina C pela manhã, o ônibus para ir ao serviço e uma aspirina quando tenho dor de cabeça.

— Desculpe, mas acho que não fui claro. Eu quis dizer o que é que o senhor gostaria?

— Ah! Tudo bem! Eu gostaria de ter uma Ferrari e mandar a minha sogra para o inferno.

— Não é nada disso, meu senhor! — continuou o garçom, ainda calmo.

— Eu só gostaria de saber o que o senhor deseja beber.

— Ah! é isso? Bem... o que é que você tem?

E o garçom:

— Eu? Nada, não! Só tô um pouco chateado porque o meu time perdeu pro São Caetano!

89
80
9

A Mãe da Noiva

Faltavam poucos dias para o casamento de Adolfo. A mãe da moça, uma quarentona escultural, estilo Luiza Brunet, lhe disse, no sofá da sala:

— Adolfo, quero que você saiba que eu sempre te achei um homem atraente e ... bem ... estou sem graça de falar ...

— Pode falar, dona Sônia! Fique à vontade!

— Bom, Adolfo, antes que você casasse, eu gostaria de fazer sexo com você!

Adolfo fica boquiaberto e ela prossegue:

— Eu vou lá pro quarto! Se você quiser ir embora, já sabe onde é a porta, se quiser me ter é só ir lá pro quarto, estarei te esperando ... gostoso!

Adolfo espera a sogra ir para o quarto, pensa por meio segundo e decide o caminho que vai tomar, corre para a porta e encontra, apoiado no seu carro, o seu sogro, marido da dona Sônia, sorridente.

— Parabéns, Adolfo! — disse ele — Queríamos saber se você era um homem fiel, honesto e leal e você passou pelo teste!

Então a sogra saiu da casa e também o cumprimentou.

Moral da história: É bem melhor carregar as camisinhas no carro do que no bolso.

47
32
15

Lenço no Rosto

A garotinha encontra o tio com um lenço amarrado no rosto, passado por baixo do queixo:

— Oi, tio! Tá com dor de dente?

— Não. Eu estou de luto por minha sogra, que morreu faz dois dias. Só que, de vez em quando, não sei por quê, me dá uma vontade de rir!

29
20
9

Cortar o Rabo

O camarada leva o cachorro ao veterinário e pede para cortar o rabo do bicho. O médico corta e o sujeito reclama que ainda ficou um pedacinho. O veterinário tenta argumentar que se cortar tudo fica muito feio, mas não adianta, o cara é inflexível. Quer que corte tudo, tudinho. O doutor acaba concordando, mas pergunta:

— Posso ao menos saber o motivo de tanta implicância com o rabo do pobrezinho?

— Não é implicância não, doutor! Acontece que minha sogra vai passar uns dias conosco, e eu não quero ver nenhuma manifestação de alegria lá em casa!

49
42
7

Telegrama Avisando

A sogra chega ao portão e encontra o genro saindo com a mala, furioso.

— O que aconteceu, meu filho? — ela pergunta.

— Acontece que eu fui viajar e mandei um telegrama para sua filha avisando que voltaria hoje.

Chego em casa e o que eu encontro? Ela com outro sujeito. Nem mandando um telegrama ela me respeita mais. É o fim, estou indo embora para sempre!

— Calma — pede a sogra. — Deve haver algo errado nessa história. Minha filha jamais faria uma bobagem dessas. Espere um pouco que eu vou verificar.

Alguns momentos depois volta a sogra, sorridente.

— Não disse que havia alguma coisa errada? Minha filha não recebeu o seu telegrama!

36
28
8

Sogra no Pesadelo

Um homem está muito perturbado e vai consultar o médico...

— Doutor, já fazem quatro semanas que eu não durmo direito. É um pesadelo. É terrível, doutor. É toda noite a mesma coisa, o mesmo pesadelo. Não estou mais aguentando isso. Acordo de noite assustado, molhado de suor. Não sei mais o que fazer.

— Como é esse pesadelo?

— É o seguinte: eu vejo a minha sogra. Ela vem me comer. Vem montada num monstro medonho. Aqueles olhos vermelhos saltando da cara, aquele corpo peludo, os dentes afiados, umas ventas horríveis, uma boca enorme ameaçando me engolir...

— Deve ser muito amedrontador — diz o médico.

— O senhor ainda não viu nada, agora deixa eu contar como era o monstro, doutor.

45
32
13

Presente de Sogra

Certo dia a sogra riquíssima resolveu fazer um teste com seus três genros para ver se eles realmente gostavam dela.

Ela chamou o primeiro para fazer um passeio de barco, fingi que cai no rio e o genro rapidamente pula na água e a salvou.

Quando ele chega em casa, abre a garagem e encontra uma BMW novinha, com um bilhete em cima: "Da sua sogra que te adora! "

No outro dia foi a vez do segundo. Eles foram para o mesmo passeio de barco, a sogra fingi que cai no rio e o genro rapidamente a salva.

Quando ele chega em casa, abre a garagem e, novamente, uma BMW novinha, com um bilhete em cima: "Da sua sogra que te adora! "

No outro dia foi a vez do terceiro genro. O mesmo passeio acontece, a sogra finge que cai no rio mas o genro não a salva e ela morre.

No dia seguinte, ao chegar em casa, ele abre a garagem e encontra uma Ferrari, com um bilhete em cima: "Do seu sogro que te adora! "

113
98
15

Morte da Sogra

Após realizar, com grande alegria, o enterro da sogra e tomar uma cana comemorando a morte da peste, aquele sujeito vem voltando para casa, quando passa perto de um edifício em construção. Nisso cai um tijolo lá do alto, quase o atingindo.

Imediatamente o genro olha para o alto e, entre assustado e revoltado comenta pra si:

— A peste já chegou no céu!

104
84
20

Sogra Agredida

E o delegado, para o genro da vítima:

— Eu não consigo entender como é que o senhor ao ver um homem agredindo a sua sogra, pôde permanecer de braços cruzados!

— Pois é, doutor! Eu até que estava com vontade de fazer alguma coisa, mas...

— Mas, o quê?

— Achei que dois caras batendo numa velhinha seria muita covardia!