Terno do Pai

35
17
18

Morreu o pai da loira. E na agitação para o funeral a mãe pede que a filha vá até a cidade comprar um terno bem bonito para enterrar o marido. E assim se fez. Um mês depois, a loira pede à mãe:

— Mamãe preciso de 100 reais para pagar o terno de papai.

A mãe, meio distraída dá o dinheiro.

Um mês se passa e a loira novamente:

— Mamãe me dá 100 reais para pagar o terno de papai.

E assim foi durante seis meses, até que um dia, quando a loira pediu à mãe mais 100 reais para pagar o terno do pai, a mãe perguntou:

— Mas filha, em quantas prestações você dividiu o terno de papai?

— Ah mamãe, eu não te avisei! É que naquele dia como o terno era muito caro eu resolvi apenas alugar.