Os Vigaristas

Trato do Pinto Pequeno

200
118
82

Certo dia um cara que tinha o pinto pequeno, como o de uma criança de cinco anos, estava em uma festa quando viu uma loira deliciosa. Não se aguentou de desejo e resolveu investir. Aproximou-se e puxou uma conversa. Tanto fez que conseguiu sair com a loira para um lugar mais privado. Começou então, e quando o clima começou a esquentar ele disse:

— Deixa, vai?

E ela respondia:

— Não, de jeito nenhum.

— Deixa, rapidinho.

— Não! — disse ela, irredutível.

— Vai, deixa, só a cabecinha, só a cabecinha!

— Tá legal. Só a cabecinha, hein?

Como ele tinha o pinto pequeno, não pensou duas vezes e colocou tudo. Ela adorou a sensação e gritou enlouquecida:

— Ai, que delícia, coloca tudo, vai!

Ele parou tudo e disse:

— Não, trato é trato!