Piadas Variadas

Dois pescadores conversando:

— Lá de onde eu vim tem um rio que tem tanto peixe... Mas tanto peixe... Que nóis nem usa anzol!

— Num usa anzol? — perguntou o outro.

— É, nóis mata o peixe é na marretada!

— Vixe!

— Mas o difícil é acertar um peixe!

— É, eu imagino...

— Nóis acerta logo uns 3 ou 4 de uma vez!

18
-5
23

Num ônibus super lotado, uma mulher volta-se para o passageiro inconveniente:

— O senhor quer fazer o favor de desencostar e afastar essa coisa volumosa que está me incomodando?

— Calma, minha senhora. Não é o que esta pensando. Este volume é o dinheiro do pagamento que recebi hoje. Enrolei num pacote e botei no bolso esquerdo da calça.

— Ah! Então o senhor deve ser um funcionário exemplar!

— Por que?

— É que desde o embarque até aqui, o senhor já teve três aumentos salariais...

16
13
3

No ônibus, um sujeito viajava segurando dois bebês, um em cada braço. Num ponto, sobe uma senhora e fica encantada ao ver as duas crianças.

— Mas que bebezinhos bonitinhos! — comenta a senhora. — Como eles se chamam?

— Não sei. — responde secamente o moço, com a cara fechada.

— Como você não sabe? — surpreende-se a senhora.

— Como é que eu vou saber? — responde o rapaz — Eu trabalho numa fábrica de preservativos e estas são duas reclamações que acabam de me entregar!

13
0
13

A garota estava lendo jornal e a mãe chegou na sala.

— Você não disse que ia procurar emprego, filha?

— E você acha que eu estou lendo jornal pra quê, mãe? Tô procurando!

— Mas na seção de horóscopo?

— Ah, primeiro eu quero saber quais são as minhas chances.

5
-6
11

Distraído, o sujeito vai atravessar uma linha férrea no mesmo instante em que o trem estava passando. E como resultado ele teve uma das pernas bruscamente arrancada.

Ele senta-se na calçada e se debulha em lágrimas:

— Justo a boa! Justo a boa!

Um dos transeuntes que observara o acidente, abaixa-se para consolá-lo e percebe que a perna perdida era uma perna de pau.

— Meu amigo — diz ele. — Você tem de erguer as mãos para o céu. Você perdeu somente a sua perna de pau!

— Então — respondeu o homem, choramingando. — Justo a de peroba que me custou uma fortuna!

8
1
7

O sujeito alugou um apartamento, mudou-se para lá e logo nos primeiros dias começaram a surgir os problemas. Aí ele chamou o proprietário para que visse em que condições o apartamento se encontrava. O dono do apartamento foi até lá e o inquilino falou:

— Este lugar está inabitável. O senhor viu a quantidade de ratos? Vou lhe mostrar.

O inquilino colocou um pedaço de queijo no meio da sala. Veio um rato e levou o pedaço de queijo tão rapidamente que ninguém viu o animal.

— O senhor deve estar enganado. Não apareceu rato nenhum — disse o dono do apartamento.

— Vamos ver agora — disse o inquilino enquanto jogava no meio da sala vários pedaços de queijo.

Foi aquela festa. De todos os lados apareceram ratos. Muitos ratos e de todos os tamanhos. Mas o que chamou a atenção do proprietário foram os peixes que apareceram para comer o queijo: dois vermelhos, dois pretos e um amarelo.

— Mas o que é isso? — perguntou o proprietário. — E esses peixinhos?

— Primeiro vamos resolver o problema dos ratos — respondeu o inquilino. Depois, a gente conversa sobre vazamentos e infiltrações, certo?

3
-5
8

O sujeito entra na sapataria e pede um dos modelos expostos na vitrina.

— Que número o senhor calça? — pergunta o vendedor, arriscando um palpite.

— 38!

O vendedor desaparece por uma porta e pouco depois volta com o sapato.

— Aqui está!

O cliente calça o sapato com enorme dificuldade, levanta-se com uma visível expressão de dor, dá algumas voltas pela loja e diz:

— Está ótimo, vou... ui... levar esse!

— O senhor não prefere experimentar um número maior? — pergunta o vendedor, apreensivo. — Parece que esse está lhe machucando.

— Não, não, vou levar... ai... esse mesmo!

— Mas...

— Olha, meu amigo! Fui demitido do meu emprego, a minha mulher fugiu com o meu melhor amigo, minha filha virou prostituta, meu filho está preso... de maneira que o único prazer que eu tenho na vida é chegar em casa e tirar esta bosta destes sapatos!

19
14
5

No balcão de um bar, um homem tentava puxar conversa com uma atraente mulher sentada a seu lado:

— Acho que já a vi em algum lugar — arriscou.

— É provável — rebateu a beldade -, sou recepcionista de uma clínica de doenças venéreas!

9
2
7

Um navio estava afundando e o comandante começou a berrar:

— Abandonar o navio! Mulheres e crianças primeiro!

Um senhor, que tinha mulher e seis filhos dentro do navio, aproximou-se e disse, com lágrimas nos olhos:

— Eu estou muito emocionado, Comandante. O senhor é muito humanitário!

— Humanitário uma ova! Depois que os tubarões estiverem de barriga cheia, eles não vão querer saber da gente, meu senhor!

14
11
3

Um anão chegou num Centro Espírita muito triste e na saída estava com uma cara ótima.

Um conhecido viu tudo e perguntou:

— Pô, Luis. Você chegou aqui super triste e agora está com a maior cara de felicidade. Por quê?

— É porque agora não sou mais anão, agora eu sou médium.

80
-13
93

Hitler morre e vai para o inferno, assim que chega reclama com o Capeta:

— Eu preciso voltar imediatamente à Terra! Tenho uma coisa muito importante para fazer! Preciso só de mais uma semana!

— De jeito nenhum! — diz o diabo. — Já deu um trabalhão tirar você de circulação. Não vai voltar nunca mais!

— Mas eu preciso, eu preciso fazer uma coisa muito importante!

Curioso, o Diabo pergunta:

— Mas o que é assim tão importante?

— Eu preciso matar 4 milhões de pessoas e 3 baratas.

— Por que as três baratas?

— Tá vendo só! Ninguém mais se importa com as pessoas!

27
21
6

Um brasileiro recém-chegado a Lisboa apresenta-se para responder a um anúncio de emprego. A certa altura da entrevista, o entrevistador comenta:

— Para esse cargo é imprescindível uma pessoa bastante responsável!

— Então o senhor está diante da pessoa certa — diz o brasileiro.

— E quem poderia me dar referências suas?

— A Polícia Federal!

— A Polícia Federal? — espanta-se o entrevistador. — Como assim?

— No desfalque do Banco que eu trabalhava eles disseram que eu era o responsável!

8
5
3

Na feira de arte, o turista escolhe um quadro:

— Gostei! Vou levar este!

— O senhor fez uma ótima escolha! Essa tela me custou dez anos de vida! — diz o pintor.

— Caramba! Dez anos? Deve ter dado um trabalhão! — diz o comprador.

— Ô se deu! Foram dois dias para pintar e o resto para conseguir vender!

9
5
4

O sujeito estava num baile, flertando uma loirinha toda dengosa. Mas, como tinha um mau hálito terrível, não conseguia encontrar coragem para se aproximar. Então teve uma idéia brilhante, fingiu que foi até o banheiro, comprou um punhado de balas de hortelã e quinze minutos depois foi ter com a garota.

— Olá, gatinha! — e com um sorriso nos lábios. — Sabe o que eu estava comendo?

— Sei!

— O quê?

— Merda!

7
-1
8