Piadas Variadas

A gatinha, superproduzida, está de saída. A mãe, muito preocupada, lhe diz:

— Volte cedo, hein minha filha!

E a garota protesta:

— Mãe! Eu não sou mais uma criança, né?

— Pois então! — concorda a mãe — Justamente por isso!

10
-4
14

O sujeito chega ao estacionamento de um shopping e encontra o carro todo amassado. Sob o limpador de parabrisa, um bilhete:

"Prezado senhor, enquanto lhe escrevo este bilhete, estou rodeado de curiosos que imaginam que estou lhe deixando o meu nome e telefone, dizendo que vou pagar o estrago. Era só o que faltava!"

8
-1
9

O sujeito era apaixonado por discos voadores e seres do outro mundo. Vivia lendo tudo o que se publicava a respeito desse assunto, tanto que ficou fanático e vivia na expectativa de encontrar algum alienígena.

Toda a noite saía a rondar por lugares esmos para ver se encontrava um extraterrestre. Certa noite, numa de suas excursões noturnas, avistou um vulto de cabeça bem grande, braços longos, pernas curtas, rentes ao chão.

Emocionado, com voz embargada, ele falou:

— Luiz Oliveira, fazendo contato!

Ao que o ser estranho respondeu:

— Severino da Silva, fazendo cocô!

21
18
3

Um sujeito estava caminhando pela rua quando ouviu uma voz misteriosa dizer:

— Pare!

No mesmo instante o sujeito parou e um tijolo caiu bem à sua frente. Ele estranhou, mas prosseguiu. Depois de alguns segundos ele ouve novamente a mesma voz, dizendo para ele parar. Ele obedece e um caminhão descontrolado passa a dois centímetros de seu rosto.

Surpreso, ele pergunta:

— De quem é essa voz que me ajuda?

— Sou seu anjo da guarda e tenho a missão de lhe proteger. Agora que está tendo esta oportunidade de falar comigo, deve ter muitas perguntas a fazer...

— Na verdade, só tenho uma: Onde é que você estava no dia do meu casamento?

11
1
10

Um sujeito entra num bar, se aproxima do balcão e pede uma cerveja. Aguardando o pedido, ele observa no balcão um pote de vidro repleto de notas de 50 reais. Quando o dono do bar vem com sua cerveja ele pergunta:

— Qual o motivo do pote?

O dono do bar responde:

— A desse pote é o seguinte: se você fizer três coisas, você leva ele com tudo dentro. Se você não conseguir, deixa uma nota de 50 dentro dele.

O sujeito retrucou:

— Ah! Deve ser uma missão impossível de se cumprir! O que é pra fazer?

— É assim: primeiro você tem que beber, duma vez, meia garrafa de pinga. Daí você vai lá fora e tira um dente do meu pit-bull com as mãos e depois você sobe no primeiro andar desta casa, logo em cima do bar. Lá tem uma velha de 70 anos, já enferrujada pelo tempo, que você tem que comer. Se fizer isso, ganha.

O sujeito pensou, pensou, olhou pro pote, calculou que deveria ter uns 3.000 reais e disse:

— Então tô dentro!

Ele colocou 50 reais no pote e o dono do bar deu a garrafa com metade de cachaça pra ele. Duma vez, ele tomou tudo. Já meio tonto, foi pra fora da casa. O dono só escutou uns gritos da velha, cama arrastando, latidos do cão seguidos de ganidos tristes...

Chega o rapaz todo machucado, com um dente na mão. O dono, espantado diz:

— Caramba! Você conseguiu? Como?

O rapaz, todo bêbado, falou:

— Olha, arrancar o dente da velha foi fácil. O problema foi comer o maldito cachorro...

33
26
7

Dois pescadores conversando:

— Lá de onde eu vim tem um rio que tem tanto peixe... Mas tanto peixe... Que nóis nem usa anzol!

— Num usa anzol? — perguntou o outro.

— É, nóis mata o peixe é na marretada!

— Vixe!

— Mas o difícil é acertar um peixe!

— É, eu imagino...

— Nóis acerta logo uns 3 ou 4 de uma vez!

18
-8
26

Num ônibus super lotado, uma mulher volta-se para o passageiro inconveniente:

— O senhor quer fazer o favor de desencostar e afastar essa coisa volumosa que está me incomodando?

— Calma, minha senhora. Não é o que esta pensando. Este volume é o dinheiro do pagamento que recebi hoje. Enrolei num pacote e botei no bolso esquerdo da calça.

— Ah! Então o senhor deve ser um funcionário exemplar!

— Por que?

— É que desde o embarque até aqui, o senhor já teve três aumentos salariais...

16
13
3

No ônibus, um sujeito viajava segurando dois bebês, um em cada braço. Num ponto, sobe uma senhora e fica encantada ao ver as duas crianças.

— Mas que bebezinhos bonitinhos! — comenta a senhora. — Como eles se chamam?

— Não sei. — responde secamente o moço, com a cara fechada.

— Como você não sabe? — surpreende-se a senhora.

— Como é que eu vou saber? — responde o rapaz — Eu trabalho numa fábrica de preservativos e estas são duas reclamações que acabam de me entregar!

14
1
13

A garota estava lendo jornal e a mãe chegou na sala.

— Você não disse que ia procurar emprego, filha?

— E você acha que eu estou lendo jornal pra quê, mãe? Tô procurando!

— Mas na seção de horóscopo?

— Ah, primeiro eu quero saber quais são as minhas chances.

5
-8
13

Distraído, o sujeito vai atravessar uma linha férrea no mesmo instante em que o trem estava passando. E como resultado ele teve uma das pernas bruscamente arrancada.

Ele senta-se na calçada e se debulha em lágrimas:

— Justo a boa! Justo a boa!

Um dos transeuntes que observara o acidente, abaixa-se para consolá-lo e percebe que a perna perdida era uma perna de pau.

— Meu amigo — diz ele. — Você tem de erguer as mãos para o céu. Você perdeu somente a sua perna de pau!

— Então — respondeu o homem, choramingando. — Justo a de peroba que me custou uma fortuna!

8
1
7

O sujeito alugou um apartamento, mudou-se para lá e logo nos primeiros dias começaram a surgir os problemas. Aí ele chamou o proprietário para que visse em que condições o apartamento se encontrava. O dono do apartamento foi até lá e o inquilino falou:

— Este lugar está inabitável. O senhor viu a quantidade de ratos? Vou lhe mostrar.

O inquilino colocou um pedaço de queijo no meio da sala. Veio um rato e levou o pedaço de queijo tão rapidamente que ninguém viu o animal.

— O senhor deve estar enganado. Não apareceu rato nenhum — disse o dono do apartamento.

— Vamos ver agora — disse o inquilino enquanto jogava no meio da sala vários pedaços de queijo.

Foi aquela festa. De todos os lados apareceram ratos. Muitos ratos e de todos os tamanhos. Mas o que chamou a atenção do proprietário foram os peixes que apareceram para comer o queijo: dois vermelhos, dois pretos e um amarelo.

— Mas o que é isso? — perguntou o proprietário. — E esses peixinhos?

— Primeiro vamos resolver o problema dos ratos — respondeu o inquilino. Depois, a gente conversa sobre vazamentos e infiltrações, certo?

3
-5
8

O sujeito entra na sapataria e pede um dos modelos expostos na vitrina.

— Que número o senhor calça? — pergunta o vendedor, arriscando um palpite.

— 38!

O vendedor desaparece por uma porta e pouco depois volta com o sapato.

— Aqui está!

O cliente calça o sapato com enorme dificuldade, levanta-se com uma visível expressão de dor, dá algumas voltas pela loja e diz:

— Está ótimo, vou... ui... levar esse!

— O senhor não prefere experimentar um número maior? — pergunta o vendedor, apreensivo. — Parece que esse está lhe machucando.

— Não, não, vou levar... ai... esse mesmo!

— Mas...

— Olha, meu amigo! Fui demitido do meu emprego, a minha mulher fugiu com o meu melhor amigo, minha filha virou prostituta, meu filho está preso... de maneira que o único prazer que eu tenho na vida é chegar em casa e tirar esta bosta destes sapatos!

19
14
5

No balcão de um bar, um homem tentava puxar conversa com uma atraente mulher sentada a seu lado:

— Acho que já a vi em algum lugar — arriscou.

— É provável — rebateu a beldade -, sou recepcionista de uma clínica de doenças venéreas!

9
2
7

Um navio estava afundando e o comandante começou a berrar:

— Abandonar o navio! Mulheres e crianças primeiro!

Um senhor, que tinha mulher e seis filhos dentro do navio, aproximou-se e disse, com lágrimas nos olhos:

— Eu estou muito emocionado, Comandante. O senhor é muito humanitário!

— Humanitário uma ova! Depois que os tubarões estiverem de barriga cheia, eles não vão querer saber da gente, meu senhor!

14
11
3