Piadas Variadas

O sujeito foi ao bordel. Chegando lá havia um tabela: Meia por R$15,00 e Inteira por R$30,00.

Como estava com dinheiro e a fila para a meia era enorme, resolveu encarar a inteira. Após pagar os R$30,00, entrou numa sala circular, toda espelhada em volta e no teto. No meio da sala, havia uma loira maravilhosa, uma cama redonda e um espanador. Quando o sujeito viu a loira, ficou excitadíssimo e começou a achar que os R$30,00 foram muito bem empregados. Aproximou-se da loira e foram para cama. Quando a situação estava ficando realmente quente, a loira diz:

— Nós só vamos transar se você deixar eu colocar esse espanador na sua bunda.

E ele:

— Como? De jeito nenhum! Sou espada!

A loira:

— Então, pode ir. Não vai ter nada.

— Mas isso é um absurdo! — diz ele.

— São as regras. — diz a loira.

O sujeito, então olhou bem para a loira, para o espanador e pensou: "A mulher é gostosíssima, maravilhosa, não posso perder essa chance... Ninguém vai saber, só estamos nós dois aqui... E depois, de mais a mais, até que esse espanador não é tão grande...". E resolveu topar.

Então, ele transou com a loira com um espanador enfiado no na bunda e não se arrependeu. Foi a melhor transa de sua vida, e não é que o espanador deu um toque todo especial?

No dia seguinte, empolgadíssimo, resolveu voltar ao bordel. Só que só tinha apenas R$15,00. Lamentou não poder repetir a experiência do dia anterior, mas resolveu encarar a meia.

Depois de pagar, entrou numa espécie de arena, com vários andares de arquibancada, lotada. No centro da arena, havia uma redoma de vidro. Dentro da redoma, lá estava a loira fenomenal do dia anterior, com o corpo todo besuntado de óleo. Junto com ela, um anão. Toda vez que o anão se aproxima e tenta transar com a loira, escorrega no óleo e cai.

O sujeito começa a achar aquilo muito sem graça e a se arrepender de ter gasto dinheiro com aquilo. Comentou então com um cara que estava ao seu lado:

— Amigo, é isso aí que é a meia? Qual a graça?

E o cara:

— É que hoje tá meio fraco mesmo... Mas ontem, tinha um cara com um espanador no rabo que foi um sucesso!

90
49
41

O sujeito entra numa loja e da de cara com um enorme cartaz: "Cuidado com o Cão" — ressabiado, faz as suas compras sempre atento para alguma eventual surpresa, quando na saída depara-se com um cãozinho que cabia na palma da mão.

Então, ele vira-se para o caixa e pergunta:

— Este é o cachorro com o qual eu tenho que tomar cuidado?

— Exatamente — responde o caixa.

— Ele não me parece nem um pouco perigoso!

— E realmente, não é!

— Então, porque você colocou o cartaz?

— Porque antes todo mundo pisava nele!

25
20
5

Durante o vôo, o comandante pega o microfone e fala:

— Senhores passageiros, quem vos fala é o comandante Rolim Murchim. Estamos voando a uma altitude de 9.800 metros, numa velocidade de 920 quilômetros por hora. Neste momento estamos sobrevoando a cidade de... o que é isso... plóct... pléct... crash... Oh! Meu Deus!

Alguns segundos depois...

— Senhores passageiros, desculpe o susto, mas enquanto eu falava fui pegar a minha xícara de café e acabei derrubando nas minhas calças...

— Ahhh! — fizeram, os passageiros aliviados.

— Puxa! — continuou o comandante, para distrair. — Vocês precisam ver em que estado ficou a parte da frente das minhas calças...

Ao que alguém lá no fundo gritou:

— E o senhor precisar ver em que estado ficou a parte de trás da minha cueca!

34
30
4

Num teste para um emprego o entrevistador começa com uma simples pergunta:

— Qual a coisa mais rápida do mundo?

Candidato da USP:

— É o pensamento!

— E porque? — pergunta o entrevistador.

— Porque os pensamentos correm por nosso cérebro em instantes e nem percebemos.

— Muito Bom! — disse o entrevistador.

Agora o candidato da PUC:

— A coisa mais rápida do mundo é a eletricidade!

E porque? — pergunta o entrevistador.

— Porque acendemos uma lâmpada com 1 interruptor a 5 km de distância e ela acende instantâneamente.

— Ok, excelente!

Agora outro, candidato da FURB:

— Acredito que a coisa mais rápida do mundo é o piscar de olhos, porque piscamos várias vezes em um minuto e não percebemos.

— Certo, certo!

E o último cândidado da UNERJ:

— A coisa mais rápida do mundo é a diarréia.

— Mas porque? Explique? — disse o entrevistador.

— Porque ontem me deu uma baita diarréia, e antes que eu pensasse em correr ou piscar os olhos, ou mesmo acender a luz do banheiro, eu já havia me cagado todo!!!

O entrevistador concluiu:

— O emprego é seu!

74
40
34

Aqueles velhos amigos de faculdade resolvem fazer um safári na África. Na primeira noite de acampamento, eles estão bebendo alegremente em frente das barracas, quando de repente o gaguinho começa a berrar:

— Hip... hip... hip...

E a turma toda completa:

— Urra! Urra!

O gaguinho:

— Hip... hip... hip...

E a turma:

— Urra! Urra!

O gaguinho:

— Hip... hip... hip...

E a turma:

— Urra! Urra!

Até que eles foram atropelados por uma manada de hipopótamos...

20
11
9

Um cara, meio que fracote, entra no elevador. Em seguida, entra um negão imenso! O cara fica meio assustado e olha o negão de cima a baixo. O negão percebe e fala:

— 2 metros de altura, 180 quilos, pau com 30 centímetros, o saco pesa três quilos, Felipe Costa, seu criado.

O fracote desmaia, no ato!

O negão então dá uns tapas na cara do coitado, o acorda e pergunta:

— O que houve, cara, porque você desmaiou?

O cara, ainda meio desacordado responde:

— Desculpe-me. O que você disse?

— Eu disse: 2 metros de altura, 180 quilos, pau com 30 centímetros, o saco pesa três quilos, Felipe Costa, seu criado.

— Ah! Graças a Deus... Eu entendi: "Fique de costas, seu viado!"

95
85
10

Quatro homens e uma mulher sobreviveram a um naufrágio numa ilha deserta. Depois de mais um tempo até se adaptarem a nova situação, ficou tudo bem, a mulher dava conta dos quatro e todo mundo ficava feliz.

Um belo dia, como um golpe do destino, a mulher veio a falecer. Na primeira semana, tudo bem. Veio a segunda semana, tudo bem, dava pra levar. Na terceira semana o bicho começou a pegar e a situação começou a ficar feia até que, na quarta semana, não dava mais pra levar. Foi então que um dos homens virou e disse:

— É galera, não da mais. Vamos enterrar a mulher!

24
19
5

Uma senhora entra em uma concessionária Mercedes. Ela olha ao redor, acha o carro perfeito e começa a examiná-lo.

Ao inclinar-se para ver se tinha revestimento de couro, deixa escapar um sonoro peido. Muito envergonhada, ela nervosamente dá uma olhada para ver se alguém notou o pequeno incidente, esperando que nenhum vendedor aparecesse naquele momento. Porém, ao virar-se, dá de cara com um vendedor que já estava atrás dela.

— Bom dia, senhora. Como posso ajudá-la hoje?

Muito embaraçada, ela pergunta:

— Por favor, qual é o preço deste adorável veículo?

O vendedor responde:

— A senhora perdoe-me a sinceridade, mas se a senhora peidou somente ao vê-lo, vai se cagar toda quando souber o preço.

32
23
9

Um juiz, um médico, um arquiteto e um analista de sistemas estavam contando vantagens sobre as respectivas profissões.

O juiz disse:

— Antes de expulsar Adão e Eva do Paraíso, Deus os julgou. Foi o primeiro julgamento da história e portanto, minha profissão é a mais antiga de todas.

O analista tentou contra-argumentar , mas antes que pudesse falar, o médico disse:

— Sim, mas antes disso, lembre-se que Eva foi criada da costela de Adão. Foi a primeira cirurgia da história e, portanto, a minha profissão é a mais antiga de todas.

O analista de sistemas já ia entrar na briga, mas o arquiteto foi mais rápido:

— Ambos têm razão, mas antes da cirurgia e do julgamento, Deus criou o Universo. Foi o primeiro projeto de arquitetura da história e portanto, minha profissão é a mais antiga de todas. Antes disso só existia o caos.

E o analista de sistemas:

— Arrá! E quem foi que criou o caos?

7
-1
8

Entra um homem no açougue e pede:

— Um quilo de carne da boa.

O açougueiro serve-lhe a carne e diz:

— 10 reais.

Ao que o tipo lhe apresenta uma nota de 50 reais.

— Desculpe mas eu não tenho troco pois ainda agora abri o açougue.

— Não faz mal, eu tenho de ir a farmácia e já passo aqui.

Chega a farmácia e pede:

— Quero uns comprimidos para tesão que isto anda mal...

— Olhe tome estes que são muito bons.

— Ok, quanto é?

— 5 reais.

O tipo apresenta a mesma nota de 50.

— Desculpe mas não tenho troco.

— Não faz mal que eu tenho de ir ao açougue e já passo aqui.

Passado algum tempo aparece na farmácia o açougueiro:

— Desculpe não esteve aqui um tipo a dizer que vinha do açougue ou que ia para o açougue?

Era assim um tipo alto...

— Esteve sim ele disse que ia ao açougue e já passava aqui para me pagar..

— Há sim e o que é que ele comprou?

— Comprou uns comprimidos para a tesão.

— E eram bons?

— Se eram... Ainda nem os tomou e já fodeu dois...

24
13
11

O cara encontrava-se sempre com a mesma mulher. E sempre insistia:

— Como é? Vai ser hoje?

E a mulher retrucava:

— Sai fora, palhaço!

E era todo o dia a mesma coisa. O cara já estava desolado de tanto insistir e já não se continha em delírios de pensar como seria se ele visse aquela morena nua. Continuava insistindo. E nada acontecia. Até que um dia a mulher aceitou:

— Vai ser de noite na minha casa!

O cara explodiu em felicidade. Mal podia se conter. Foi direto pro bar e começou a tomar trago e comer vatapá. Jantou um mocotó com sorvete e bastante cerveja. De saída, um prato bem apimentado. Tomou coragem e dirigiu-se ao matadouro. Chegando lá, foi direto para o que interessava, mas na hora do principal:

— Você me da licença, preciso ir ao banheiro.

E o cara ficou horas lá dentro. Voltou. Recomeçou. Dai a pouco:

— Preciso ir de novo.

E assim foi a noite toda. No outro dia, deparou-se com a mesma mulher na rua, cumprimentou-a e saiu de perto.

Uma amiga da moça perguntou:

— Me conta, como foi?

— Foi nada. O cara me cantou seis meses para ir cagar lá em casa.

20
8
12

Um vampiro se preparava para dar o bote num cara debruçado numa lata de lixo quando verificou que se tratava de um outro amigo seu, também vampiro, que assustado exclamou:

— Nossa! O que é isso, querendo me atacar?

— Ah, desculpe amigo, mas é que eu tô azul de tanta fome que nem tinha reparado que era você!

— Pois é, a coisa tá feia...

— Mas me diz o que você está fazendo aí debruçado nessa lata de lixo...

— Pois é a coisa tá tão feia, mas tão feia, que eu estou aqui procurando para ver se acho um modess para fazer uma sopinha!

16
-2
18

Esta aqui é aquela do cara que estava no alto de um edifício gritando que ia se matar. A razão era que ele havia perdido um dos braços num acidente. Mas um pastor que ia passando ouviu o desespero e disse:

— Meu irmão, não seja tão cruel com você mesmo, a vida pode ser feliz mesmo para você que não tem um braço. O sujeito nem ligou, disse que era conversa fiada. Mas de repente o pastor vê um homem que não possuía os dois braços e ia passando lá em baixo rebolando. O pastor aproveita e diz:

— Olha, meu filho, aquele nosso irmão perdeu os dois braços e ainda tem ânimo para andar dançando, alegre, vamos até lá para perguntar-lhe qual o motivo de tanta alegria.

Convencido, ambos descem e chegam no homem e perguntam:

— Meu filho, como você consegue não ter os dois braços e ainda andar pela rua dançando, cheio de alegria?

O homem irritado responde:

— Alegria? Dançando? Eu tô é com uma puta de uma coceira no cu e não consigo coçar!

30
23
7

Um homem e uma mulher discutem:

— Por um milhão de reais você dava para mim?

— Puxa... Bem, por um milhão eu dava sim.

O homem abre a própria carteira, olha e perguntar para a mulher:

— E por 250 reais?

— Tá pensando o que? Que eu sou puta, é?

— Bem, isso a gente já resolveu na primeira pergunta. Agora e só um questão de preço.

12
2
10

Restabelecida a ordem após todos terem verificado que o leão era realmente manso, prosseguiu o espetáculo, justamente com a apresentação do numero do leão. Uma domadora boazuda com biquíni e chicote vai dando o seu show, até que, no clímax do número, ela se deita sobre uma cama, o leão se aproxima rugindo, e com os dentes arranca o biquíni da domadora que fica nuazinha. Ato continuo o leão começa a lambe-la todinha, para delírio da plateia.

Terminados os aplausos, o apresentador desafia:

— Alguém na plateia teria a coragem de se submeter a este número?

Um gaiato se apresenta:

— Eu faço. E só tirar o leão daí!

13
8
5