Piadas Variadas

Um homem encontra um gênio que afirma ser onisciente. O gênio diz que o homem pode lhe fazer uma pergunta, sobre qualquer coisa que ele poderia imaginar, e ele vai responder verdadeiramente. O homem, espantado, exclama:

- Nossa, e você saberá a resposta correta para, literalmente, qualquer pergunta que eu fizer?

O gênio responde "sim" e desaparece.

112
-83
195

Dois homens estão bebendo em um bar. Um deles diz:

- Você sabe, eu nunca realmente entendi o que é um dilema.

- Deixe-me lhe contar uma história, - diz o outro homem - Imagine que você acorda em uma cama com duas pessoas próximas a você. À sua esquerda é uma mulher incrivelmente bela, disposta a ter relações sexuais com você, e à sua direita é um homem gay muito excitado.

- Então, onde está o dilema? - pergunta o primeiro homem.

- Pra qual deles você virar as costas?

223
160
63

Estava como de costume em uma casa de massagens recebendo uma massagem para aliviar o estresse da semana. Porém dessa vez havia algo diferente, pois pela primeira vez era um homem que a estava realizando. Dez minutos de massagem se passaram e eu tive que perguntar:

- Ter uma ereção durante a massagem é algo normal?

E o massagista respondeu sem espanto:

- Sim, é normal. Na verdade é até bem comum.

Mesmo com a resposta eu ainda estava constrangido, então pedi ao massagista:

- Você poderia então pelo menos tirar essa sua jeba dura de perto da minha cara?

124
36
88

O corretor de imóveis foi até a zona de baixo meretrício e contratou os serviços de uma funcionária. Fecharam negócio e ficou acertado que o valor seria de R$ 100,00. O trabalho tendo sido consumado a funcionária adormeceu e quando acordou só havia R$ 50,00 no criado mudo. A funcionária ficou indignada e no dia seguinte foi até a imobiliária, na qual ficou sabendo que o corretor estava no velório de um parente.

Não pensou duas vezes e baixou no velório. Chegando lá percebeu que não poderia falar sobre aquele assunto na presença de todos, então resolveu falar por códigos:

— Senhor corretor, sabe aquela casa que o senhor alugou ontem? O senhor só pagou metade do combinado sendo assim estou aqui para receber a outra metade.

Ao que o corretor pálido responde:

— É paguei só metade porque a casa já havia tido outro inquilino, não tinha aquecimento interno e era muuuito grande. A funcionária furiosa aumenta o tom da voz e responde:

— Por certo que a casa já havia tido outro inquilino, caso contrário o senhor deveria fazer o pagamento em jóias, e a casa tinha aquecimento interno, o senhor é que não soube apertar os botões. Quanto ao tamanho da casa, ela não é muito grande, a sua mobília é que é muito pequena. Passar bem!

72
-52
124

Eram 3 irmãos: o Pum, o Calaboca, e o Respeito.

O Pum cometeu um crime e foi preso e o Calaboca e o Respeito foram soltá-lo da cadeia. O Respeito tinha medo da delegacia e então ficou na esquina e o Calaboca entrou.

O delegado logo perguntou.

— Qual é o seu nome?

— Calaboca.

— Que isso, cadê o Respeito muleque?

— Ficou na esquina.

— O que você veio fazer aqui?

— Soltar o Pum.

216
16
200

O camarada chega no correio e pergunta para a atendente:

— Moça, se eu postar essa carta hoje, ela chega no Rio de Janeiro até o final do mês?

— Com certeza. — Respondeu a moça.

— Pois eu creio que não.

— Por que você acha isso? Nosso sistema é muito eficiente. — Retruca a moça.

— Porque ela está endereçada para Curitiba.

60
-23
83

O sujeito conhece uma gata na noitada e logo leva ela pro motel. Lá dentro ele tira a camisa, deixa o seu bíceps à mostra e diz:

— Isso são 80kg de dinamite!

Mostra o abdômen e diz:

— 100kg de dinamite!

Depois tira a bermuda, mostra as coxas e diz:

— 120kg de dinamite!

Enfim ele tira a cueca samba-canção e a mulher sai correndo pelos corredores do motel, gritando:

— Evacuem o motel! O meu quarto está lotado de dinamite e o pavio é curtinho!

56
24
32

Vinha pela estrada uma caravana de motociclistas fortes, bigodudos, em suas poderosas motos, quando de repente eles veem uma garota a ponto de saltar de uma ponte de um rio.

Eles param e o líder deles, particularmente corpulento e de aspecto rude, salta, se dirige a ela e pergunta:

— Que diabos você está fazendo?

— Vou suicidar. Responde suavemente a delicada garota com a voz cadenciada e ameaçando pular.

O motociclista pensa por alguns segundos e finalmente diz:

— Bom, antes de saltar, por que não me dá um beijo?

Ela acena com a cabeça, bota de lado os cabelos compridos encaracolados e dá um beijo longo e apaixonado na boca do motociclista parrudão.

Depois desta intensa experiência, a gangue de motoqueiros aplaude o líder que depois de recuperar o fôlego, alisa a barba e admite:

— Este foi o melhor beijo que me deram na vida. É um talento que se perderá caso você se suicide. Por que quer morrer?

— Meus pais não gostam que eu me vista de mulher!

90
54
36

O cuzinho resolveu dar um volta pelo interior do corpo, chegou no pâncreas e disse:

— Oi seu pâncreas, eu sou o cuzinho. Prazer em conhecê-lo, o senhor é muito simpático.

Subiu mais um pouco e chegou no fígado:

— Oi seu fígado, que satisfação em conhecê-lo, eu sou o cuzinho. Vai passear lá em casa qualquer dia.

E assim foi com todos os órgãos até chegar no coração.

O cuzinho encheu o coração de porrada, chutava, dava socos, apertava as artérias. E o coração falou assustado:

— Ô seu cu, você foi gentil com todo mundo e em mim vai dar porrada?

O cuzinho respondeu:

— Pois é, seu filho da puta. Você se apaixona e sou eu que me fodo!

95
36
59

Um homem e uma mulher estavam sentados lado a lado dentro de um avião. O homem toda hora espirrava, tirava o pau pra fora e o limpava com um lenço de papel. A mulher, vendo aquilo, ficou horrorizada.

— Que absurdo! O senhor é um porco! Um nojento! Um tarado! Toda hora o senhor espirra e limpa o seu... o seu pênis! Que espécie maluca de tara é essa?

— Ah, minha senhora, mil desculpas por incomoda-la. É que eu sofro de uma doença muito rara. Toda vez que eu espirro eu tenho um orgasmo.

A mulher se acalma um pouco com a explicação "científica" do homem. Curiosa, ela pergunta:

— E o que o senhor está tomando pra isso?

— Rapé!

35
-26
61

Uma velhinha caminhava pela calçada arrastando 2 sacos plásticos de lixo. Uma das sacolas estava rasgada e de vez em quando caía uma nota de 20 dólares pelo buraco da sacola.

Um policial que passava a parou e disse:

— Senhora, tem notas de 20 caindo desse saco plástico.

— É mesmo? Que droga! — respondeu a velhinha. — Melhor eu voltar e ver se eu pego as que caíram. Obrigado seu guarda por me avisar.

— Pera aí senhora, onde conseguiu todo esse dinheiro? A senhora não andou roubando, né?

— Não, não… sabe seu guarda, o meu quintal dá para um campo de golfe, e um monte de golfistas urinam por um buraco que tem na minha cerca, direto no meu canteiro de flores. Isso realmente me incomodava; sabe, matava minhas flores. Então eu pensei: Porque não me aproveitar dessa situação? Agora eu fico bem quieta, atrás do buraco na cerca, com a minha tesoura de jardim. Toda vez que algum golfista enfia o "instrumento" através da minha cerca, eu pego ele de surpresa, agarro o instrumento e digo: OK amigão, ou me paga 20 dólares ou eu corto essa coisa.

— Parece justo, — diz o policial rindo da história. — OK, boa sorte! Mas, a propósito, o que tem no outro saco?

— Bem, você sabe… — diz a velhinha. — Nem todos pagam!

68
50
18

A nova recreadora se surpreende quando o diretor da colônia de férias para as jovens dá as suas ordens.

— Mas por que colocou os rapazes numa ilha e as garotas em outra?

— Acredite na minha experiência — responde o diretor. — Desse jeito, quando acabarem as férias, todos saberão nadar!

39
5
34

Uma senhora pobre, foi a uma festa de macumba. Chegando lá tinha baixado um espirito na mãe-de-santo, e ele pediu a essa senhora:

— Me traga uma garrafa com champanhe pra mim.

E a senhora respondeu:

— Ora eu não compro champanhe pra mim, vou comprar pra você?

E a mãe-de-santo:

— Então vou te jogar uma praga. Você vai ter dor de dente 3 dias e 3 noites seguidos.

E a senhora dando muita risada tirou as dentaduras da boca e disse:

— Você vai jogar a praga na dentadura de cima ou na de baixo.

48
-6
54

Um homem chega a um consultório e pergunta à secretária:

— Posso falar com o doutor Aurélio?

— O senhor tem hora?

O sujeito olha para o relógio e diz:

— Sim. São 14:30!

— Não!

— Como não?

— Não é isso!

— Quer conferir? Olhe aqui...

— Na verdade, eu quero saber se o senhor é paciente.

— O que a senhora acha? Faz seis meses que o safado não me paga o aluguel do consultório...

41
6
35