Piadas Variadas

20
-23
43

A Agonia de Jacó

No seu leito de morte, sem mais poder enxergar, Jacó agonizava:

— Sara, minha filha, onde está você?

— Estou aqui, papai!

— Salim, meu filho, você também está aqui?

— Sim, meu pai! Estou ao lado de Sara!

— E Isaac? Você está aí, Isaac?

— Estou sim, meu irmão! Estou bem na sua frente!

— Então quem ficou cuidando da lojinha?

79
54
25

Punição Após a Morte

Tom Cruise morreu... ao chegar ao céu, foi mandado para a sala 8. Ao chegar, encontrou uma mulher feia, suja e horrível. Mal passou seu susto, a porta fechou-se, acendeu-se uma luzinha que disse:

— Tom Cruise, aqui é Deus, você passou toda sua vida mergulhado nos prazeres do dinheiro e mulheres... agora está condenado a passar a eternidade nessa sala em companhia dessa mulher.

Júlio Iglesias morreu... ao chegar ao céu, foi mandado para a sala 9. Ao chegar, encontrou outra mulher feia, suja e horrível. Passado o seu susto, a porta fechou-se, acendeu-se uma luzinha que disse:

— Júlio Iglesias, aqui é Deus, você passou toda sua vida mergulhado nos prazeres do dinheiro e mulheres... agora está condenado a passar a eternidade nessa sala em companhia dessa mulher.

Você morreu... ao chegar ao céu, foi mandado para a sala 10. Ao chegar encontrou a Sharon Stone toda linda à sua espera. Passado seu natural empolgamento, a porta fechou-se, acendeu-se uma luzinha que disse:

— Sharon Stone, aqui é Deus...

65
46
19

Jesus e as Galinhas

Pedro um dia chamou Jesus para almoçar em sua casa. Pedro sabia que Jesus gostava muito de comer coxa de galinha. Mas Pedro estava com tanta fome que comeu uma das coxas de galinha. Jesus quando foi comer olhou e disse:

— Pedro cade a outra coxa de galinha?

Pedro respondeu:

— Ah, Senhor, as galinhas dessa região só tem uma perna.

— Sério? — perguntou Jesus admirado.

— Vamos lá ver isso! Disse Jesus.

Quando chegaram no galinheiro, já era de noitinha e as galinhas estavam como os pés encolhidos para dormir. Jesus, vendo aquilo, espantou as galinhas:

— Xô... xô... xôooooo galinhas!

E as galinhas com o susto caíram todas com os 2 pés no chão. Pedro rapidamente respondeu:

— Oh! Senhor, como sempre fazendo milagres!

27
17
10

Rapaz Indiscreto

Um cara chega na farmácia e pede, aos gritos:

— Me dá cinco camisinhas, por favor!

O farmacêutico chama o rapaz de lado e diz:

— Olha, peça o que você precisa, mas não precisa gritar porque aqui sempre tem muitas senhoras e moças e não fica bem você dizer camisinha em tom alto. Quando precisar de alguma coisa, peça pelo nome, sem gritar, está bem?

— Falou!

Dois dias depois, o rapaz chega na farmácia, chama o farmacêutico e pede discretamente:

— Eu quero vaselina, por favor.

O farmacêutico pede ao auxiliar que suba até a última prateleira para pegar o produto.

Do alto da escada o auxiliar fala em voz alta para o cliente:

— Amigo, quanto você quer?

O rapaz responde berrando:

— O suficiente para comer uns três cus.

70
55
15

Número Sete

Até os dias atuais muitas pessoas quando escrevem o numero 7 ainda o fazem utilizando uma barra horizontal (traço) suplementar na metade do algarismo.

Oficialmente este pequeno traço não existe, como dá para constatar digitando a tecla 7 do seu teclado de micro, calculadora ou qualquer outro aparelho que possua teclado.

Agora eu te pergunto: você sabe a origem deste costume?

Para responder temos que voltar muitos séculos atrás, aos tempos bíblicos, quando Moisés estava no Monte Sinai e lhe foram ditados os 10 mandamentos.

Ele, em voz alta, os foi dizendo à multidão, um por um.

Quando chegou no sete, Moisés anuncia:

— Não desejarás a mulher do próximo.

Um breve silêncio e a multidão grita em coro:

— Risca o sete, risca o sete!

37
20
17

Pela Pátria

Havia um americano, um francês e um brasileiro em cima de um prédio. Os três pretendiam se jogar de lá.

Vai o francês e suas últimas palavras são:

— Pela França!

Vai o americano e diz:

— Pela América!

Enfim chega a vez do brasileiro e ele diz:

— Pelas Escadas!

197
171
26

Paixão por Feijão

Um homem tinha verdadeira paixão por feijão. Mas era só comer que logo vinham aqueles terríveis gases, o que lhe deixava em situações extremamente embaraçosas. Um dia sua noiva deu-lhe um ultimato: Ou parava com este vício ou cancelava o casamento. Diante deste pedido, fez um sacrifício enorme. Deixou de comer feijão e se casaram.

Passados alguns meses ao voltar para casa, seu carro quebrou bem em frente a um restaurante. Um aroma maravilhoso de feijão lhe atingiu em cheio. Um desejo incontrolável tomou conta de seu ser. Como teria que voltar a pé, imaginou que qualquer efeito negativo passaria antes de chegar em casa. Logo que ligou para a esposa avisando que iria se atrasar, mais que depressa entrou no restaurante e se deliciou com três pratos. Passou o caminho todo peidando feliz da vida. Ao chegar já se sentia um pouco aliviado.

A esposa foi encontrá-lo na porta e bastante excitada lhe disse:

— Querido, o jantar hoje é uma surpresa!

Então lhe colocou uma venda nos olhos e o fez sentar-se à mesa.

Quando a esposa estava prestes a lhe remover a venda, o telefone tocou e antes de atender o fez prometer que não tiraria a venda enquanto não voltasse.

Ele, claro, aproveitou a oportunidade e soltou um senhor peido.

Não foi apenas alto, mas também longo e picotado. Parecia um ovo fritando. Logo em seguida teve vontade de soltar outro. Esse soou como um motor a diesel pegando e cheirou ainda pior! Enxofre puro. As janelas vibraram, a louça na mesa sacudiu!

Ouvido atento à conversa da mulher no telefone, continuou com sua "metralhadora" por mais uns três minutos, até ouví-la se despedir no telefone.

Então a esposa voltou a sala, pedindo desculpas por ter demorado tanto lhe removeu a venda e gritou: "SURPRESAAAA!"

E ele, finalmente, deu de cara com os doze convidados sentados a mesa para comemorar seu aniversário!

90
64
26

Zezinho, O Conhecido

Zezinho era muito conhecido na sua cidade, todos que passavam diziam:

— E aí Zezinho, beleza?

Em outros lugares a mesma coisa:
— E aí Zezinho, tranquilo?

E era assim todos os dias, sempre muito cumprimentado. Um amigo seu achou inacreditável e decidiu fazer uma aposta com Zezinho, garantindo que ele não era conhecido na Europa. E chegando lá:

— E aí Zezinho, beleza?

— Não é possível,todo mundo conhece ele! — dizia o amigo.

Sem dar-se por vencido levou Zezinho ao Vaticano.

— Se liga, vai lá no palco e acena para a multidão do lado do papa.

E Zezinho foi. Ao chegar lá, Zezinho ficou ao lado do papa, botou a mão no ombro dele e acenou para a multidão.

Lá de baixo seu amigo, contando vitória, chegou para um fiel e perguntou:

— Aí, você conhece aquele cara ali no palco?

E o fiel:

— Quem, aquele que está do lado do Zezinho?

63
23
40

Falência da Johnson & Johnson

A multinacional Johnson & Johnson abriu concordata quarta-feira passada alegando problemas com seus produtos no mercado. A empresa está a beira da falência!

Os problemas alegados foram:

— O produto OB está no buraco.

— As Fraldas estão sempre na merda.

— O Sempre Livre não sai do vermelho.

E o pior de tudo...

— Colocaram a Jontex no pau!

130
109
21

Pedindo Piedade

Na favela dois homens entram num barraco arrastando um cara pelos braços. Lá dentro, o Djalmão, um negão enorme limpa as unhas com um facão.

— Djalmão, o chefe mandou você comer o cu desse cara aí, que é para ele aprender a não se meter a valente com o nosso pessoal.

— Pode deixar ele aí no cantinho que eu cuido dele daqui a pouco.

Quando o pessoal sai o rapaz diz:

— O seu Djalmão, faz isso comigo não, depois de enrabado minha vida vai acabar, tem piedade pelo amor de Deus!

— Cala a boca e fica quieto aí!

Pouco depois mais dois homens arrastando outro cara:

— Esse ai o chefe mandou você cortar as duas mãos e furar os olhos é para ele aprender a não tocar no dinheiro da boca.

— Deixa ele aí que eu já resolvo.

Daí a pouco chega outro pobre coitado:

— Djalmão, esse o chefe quer que você corte o pinto e a língua para ele não se meter com mais nenhuma mulher da favela!

— Já resolvo isso. Bota ele ali no cantinho junto com os outros.

Mais alguns minutos entra outro:

— Aí Djalmão, esse aí é pra você cortar em pedacinhos e mandar cada pedaço pra família dele.

Nisso o primeiro rapaz diz em voz baixinha, baixinha:

— Seu Djalmão, por favor, com todo respeito, só pro senhor não se confundir: O cara do cu sou eu, tá?

Moral da História: Conforme a gente vai conhecendo os problemas dos outros, percebemos que o nosso nem é assim, um grande problema.

101
79
22

Prova de Zoologia

Dia de prova de zoologia. O professor coloca um pezinho de passarinho sobre a carteira do aluno e ordena:

— Examine isto e me fale qual é a espécie, a qual família pertence e faça um resumo de seus hábitos migratórios!

— Mas como vou saber tudo isso só de olhar pra esse pé?

— Vai levar um zero! Qual é seu nome e a que turma você pertence?

O aluno tira o sapato, mostrando o pé e diz:

— Olha e adivinhe!

90
62
28

Ayrton Senna no Céu

Quando Ayrton Senna chegou ao céu, São Pedro foi logo perguntando:

— Como é seu nome, meu filho?

— Ayrton Senna da Silva.

— Ah! Você é aquele piloto da F1, não é?

— Sou eu mesmo.

— Aquele que tinha uma ilha em Angra dos Reis com heliporto, quadra de tênis, praia particular entre outras coisas, mais um jato executivo Learjet 60 de 12 lugares comprado por US$ 19.000.000,00, um helicóptero bi-turbo avaliado em US$ 5.000.000,00 uma lancha Off Shore de 58', uma fazenda em Tatuí e que ganhava US$ 1.200.000,00 por corrida?

— Sou eu mesmo.

— Andava de Audi, Honda NSX e tinha uma DUCATI com seu nome?

— Sim senhor!

— Morava em Mônaco, mas tinha apartamentos em NYC, Paris e viajava quando queria para o Brasil no seu próprio jatinho particular?

— Correto.

— Aquele que até hoje a família é acionista da Audi do Brasil?

— Eu mesmo!

— Aquele que comeu a Xuxa, e a Adriane Galisteu?

— Sim.

— Putz… pode entrar, mas você vai achar o Paraíso uma merda!

134
106
28

Homens na Sauna

Três homens estavam sentados nus na sauna. Um Americano, um Japonês e um Brasileiro. De repente, um bip soa. O Americano pressiona seu antebraço e o barulhinho pára. Os outros olham para ele, curiosos.

— É meu pager, meu aparelhinho de bip, ele fala. Tenho um microchip sob a pele do meu braço.

Poucos minutos depois, um telefone toca. O Japonês ergue a palma da sua mão até sua orelha. Quando ele acaba, explica:

— Esse é meu telefone celular. Tenho um microchip na minha mão.

O brasileiro, sentindo-se decididamente por fora de tanta tecnologia, sai da sauna. Poucos minutos depois retorna com um pedaço de papel higiênico pendurado no rego. Os outros dois erguem as sobrancelhas. E ele diz:

— Tô recebendo um fax...

115
99
16

Empréstimo do Turco

O turco Salim chega ao banco e fala para o gerente:

— Eu quer fazê uma embréstimo!

Surpreso, o gerente pergunta para Salim:

— Você, Salim, querendo um empréstimo? De quanto?

— Uma real.

— Um real? Ah, isso eu mesmo te dou.

— Não, não! Eu querer embrestado da banco mesmo! Uma real!

— Bem, são 12% de juros, para 30 dias...

— Zem broblema! Vai dar uma real e doze zentavos. Onde eu assina?

— Um momento, Salim. O banco precisa de uma garantia. Sabe como é, são as normas.

— Bode begá meu Mercedes zerinha, que tá lá fora e deixá guardado no Garagem da banco, até eu bagá a embréstimo. Tá bom azim?

— Feito!

Chegando em casa, Salim diz para Jamile:

— Bronto, nóis já bode viajá bra Turquia zem breogubazon. Conzegui dexar a Mercedes num garagem do Banco do Brasil bor 30 dias, e eu só vai bagá doze zentavos.

160
137
23

Conversa com o Taxista

O motorista do táxi disse:

— Olha que mulher bonita! Nossa, ela é um avião!

E o passageiro respondeu, gritando:

— Feia!

O motorista:

— Feia nada! Ela é gostosona pra caramba!

E o passageiro, de novo:

— Feia!!!

— Que feia o quê! Tá louco? — retrucou o motorista.

E o passageiro, aos berros:

— Feia! Feia! Feia!

O motorista, que não estava olhando para a frente, bateu em outro carro. Ficou louco da vida e exclamou:

— Pô, cara! Você viu que eu ia bater! Por que não me avisou?

E o passageiro, histérico:

— Aralho! Eu ava alando há ua hora: feia, feia e ocê não feiô. É... urdo, é? Eu ilho da uta!

37
-3
40

Advertência do Cigarro

Um cara chega para o atendente do bar e diz:

— Quero um cigarro!

Assustado com o vozeirão do homem se apressa em dar o cigarro a ele. Quando o homem está saindo do bar ele fala novamente para o atendente:

— Ô seu filho da puta, tá me rogando praga? Quer que eu pare de transar? — diz o homem mostrando o aviso do Ministério da Saúde alertado que fumar causa impotência sexual.

— Desculpe, mais foi sem querer — diz o atendente.

— E você tá esperando o quê pra me dar o cigarro de câncer no pulmão?

66
28
38

Trote na Padaria

O cara passando um trote para a padaria:

— Olá, eu gostaria de falar com o Jorge...

— Ora pois, mas que Jorge?

— Aquele que te comeu atrás armário.

— Ora, mas não era o Mário?

— Caramba, ele também?

39
2
37

Banheiros Ocupados

Eu conheço outra de tartaruga, e em primeira pessoa:

Eu fui numa festa numa casa enorme, estava muito louca a festa, mas de repente me deu vontade de cagar, os banheiros todos ocupados então resolvi cagar atrás de uma moita no jardim.

Fui lá, me abaixei e caguei, quando fui olhar a merda ela não estava lá! Meu deus! Onde fora para o meu cocô? Olhei pela redondeza e nada! Mas eu tinha certeza que havia cagado! Eu senti saindo!

Fui pra casa com aquilo na cabeça, nem dormi direto e no outro dia de manhã voltei lá para procurar o tal cocô.

Cheguei na casa toquei a campainha e o dono da casa com cara de sono me atendeu, eu falei a ele que havia perdido uma chave no jardim e se eu podia procurar.

Ele respondeu:

— Claro que pode, mas tem muita gente caída até agora no jardim, a festa ontem foi tão louca que até fizeram cocô em cima da minha tartaruga.

68
45
23

Promoção de Uma Rádio

— Alô? Quem fala?

— É o Zé.

— De onde, Zé?

— Vidigueira!

— Olha aí, Zé da Vidigueira! Valendo CD da rádio, mais camiseta e boné. Presta atenção: Qual é o nome do país que tem duas sílabas, uma das sílabas serve para comer? Prestou bem atenção? Há um país com duas sílabas e uma das sílabas é muito bom para se comer com uma manteiguinha...

Dez segundos para responder!

— Cuba!

O locutor ficou mudo por alguns segundos...

— Tá certo, Zé! Vais levar o premio pela criatividade. Mas aqui na minha ficha estava escrito Japão...

84
54
30

Fanha Apanhando

A fanha foi ao baile, e lá conheceu um cara. Conversa vai, conversa vem, foram para um motel... Lá chegando, iniciaram as preliminares e ela disse, com toda sua dificuldade de articulação:

— Vohê habe, eu hosto de apanhar um houco anhes de huder. Enhão, bahe um pouquinho na miha bunha?

O cara responde:

— Claro, eu te dou umas palmadas nessa tua bundinha gostosa...

Foi um tapa, dois, três... e a fanha diz:

— Bahe mais fohe.

E ele bateu mais forte.

De novo:

— Bahe mais fohe!

E o tapa foi maior.

— Bahe mais fohe!

E toma-lhe palmada.

— Bahe mais fohe!

E o cara achou estranho, mas usou toda sua força para um baita tapão no traseiro da fanha e não satisfeito pegou sua sandália Rider, tamanho 44, embaixo da cama e sapecou no traseiro da fanha com toda força que até rasgou a Rider...

A mulher levanta cambaleando, chorando, pega uma pedaço de papel e uma caneta de sua bolsa e escreve: "Bate, mas fode, porra!"

137
85
52

Escalada da Montanha

Dois índios escalam uma montanha. O índio velho vai na frente, seguido pelo índio jovem.

De repente, o índio velho pisa em falso e derruba uma pedra enorme, bem na cara do índio jovem. O velho pergunta:

— Machucou, filho do vento?

— Machucou, filho da puta!

80
20
60

Intestino Preso

O índio procura o pajé da tribo para reclamar do intestino que não funciona:

— Pajé, índio... cocô... nada!

O feiticeiro prepara um poderoso laxante à base das mais fortes ervas da selva e pede que o índio tome e volte de novo ao nascer do Sol. Na manhã do dia seguinte, o pajé recebe a visita do índio e pergunta:

— E então, bravo guerreiro? Ainda índio... cocô... nada?

— Não, agora índio... nada... cocô!

34
12
22

O Helicóptero

Um antropólogo vai visitar uma aldeia no meio da floresta amazônica. Chegando lá, uma índia pergunta-lhe cheia de curiosidade:

— Como você conseguiu chegar até aqui?

— Muito simples! Eu vim de helicóptero!

— Helicóptero? Mas o que é isso?

Ele tenta explicar de uma forma bem simples:

— É um negócio que levanta sozinho...

— Ah! Já sei... meu marido tem um helicóptero enorme!

90
75
15

Mordomo e a Mulher

Um casal estava se preparando para ir a uma festa, à noite. A mulher, então, deu ao James, seu mordomo, a noite de folga, dizendo que eles voltariam muito tarde. Como a esposa não estava se divertindo, resolveu voltar para casa sozinha. Quando a mulher entrou em casa, encontrou o James sozinho na sala de jantar. Ela o chamou até o quarto, e virou para ele usando um tom que ele sabia que deveria obedecer:

— James, eu quero que você tire meu vestido.

Ele tirou, suas mãos tremiam, e colocou o vestido cuidadosamente sobre a cadeira.

— James, agora tire minhas meias e minha cinta-liga.

Mais uma vez, ele silenciosamente obedeceu.

— Agora, James, eu quero que você tire meu sutiã e minha calcinha.

Olhar cabisbaixo, James obedeceu. Ambos respiravam profundamente, a tensão entre os dois aumentava.

Ela então olhou com severidade para ele e disse:

— James, se eu pegar você mais uma vez usando minhas roupas, você está despedido!

27
13
14

Helicóptero Perdido

Certo helicóptero voava para Seattle quando um defeito elétrico desativou todo o sistema de navegação e comunicação da aeronave. Em virtude da névoa intensa naquele dia, o piloto não tinha como determinar o curso para o aeroporto. Tudo o que podia identificar era um edifício alto nas vizinhanças. Então, escreveu "Onde Estou?", em um grande cartaz e segurou-o pela janela.

Respondendo rapidamente, as pessoas no edifício também prepararam um cartaz. Estava escrito:

"Você Está Em Um Helicoptero".

O piloto sorriu e, em poucos minutos, aterrissou com segurança no aeroporto.

Ao desembarcarem, o co-piloto perguntou como o cartaz pode ajuda-lo a determinar a posição.

O piloto respondeu:

"Eu sabia que só podia ser o edifício da Microsoft, porque eles me deram uma resposta tecnicamente correta, mas sem a menor utilidade".

84
78
6

Torturas Chinesas

Um homem se perdeu no meio da China. Passou 3 meses dormindo em cavernas e comendo plantas, passando frio e fome.

Um belo dia ele avistou no alto de um monte uma enorme casa chinesa. Correu em sua direção e bateu a porta. Abriu-a um senhor chinês de longas barbas brancas que perguntou o que o esfarrapado rapaz desejava.

— Estou há mais de 3 meses perdido pelos campos, dormindo em cavernas frias e comendo plantas. Por favor, eu gostaria de uma cama limpa, um lugar para banhar-me e um prato de comida decente. Estou muito cansado e faminto.

O velho chinês ponderou e falou:

— Eu lhe ofereço um quarto limpo, um banheiro, roupas limpas e uma nobre refeição. A única condição e que o senhor não faça nada a minha neta.

— Claro, senhor. O senhor realmente e um homem bom.

— Se acontecer alguma coisa a minha neta, o senhor sofrera as três piores torturas chinesas.

— O senhor pode ficar tranquilo.

Então o rapaz tomou seu banho, vestiu suas novas roupas e desceu para jantar. Foi sentar a mesa, olhar para a jovem neta chinesa do velho avô chinês e se apaixonar. Além de maravilhosa, ele sentiu que o interesse era mútuo. Paixão a primeira vista. Pensou em silêncio:

— Há 3 meses não vejo uma mulher, e com certeza essa noite valerá qualquer sacrifício, mesmo essas 3 piores torturas chinesas.

De noite foi ao quarto da jovem e teve a noite mais incrível de sua vida. Ao acordar, sentiu um grande peso sobre o seu peito. Abriu os olhos e viu uma enorme pedra sobre seu peito. Nela estava escrito: "Primeira grande tortura chinesa: grande pedra sobre peito."

Bem se for assim, tudo bem. Ergueu a pedra e conseguiu lançá-la pela janela próxima a cama. Foi quando ele viu uma linha amarrada à pedra. Em uma outra face da pedra estava escrito: "Segunda grande tortura chinesa: pedra amarrada ao testículo esquerdo."

Desesperado com a situação o rapaz se atirou pela janela atrás da pedra. Foi quando pode ver escrito numa terceira face da pedra: "Terceira grande tortura chinesa: testículo direito amarrado ao pé da cama."

23
14
9

Licença para Tocar

Um músico tenta ganhar uns trocados tocando violão no meio da praça até que chega um fiscal e lhe pergunta:

— O senhor tem licença pra tocar aqui?

O violonista balança a cabeça negativamente, sem parar de tocar.

— É uma pena — diz o fiscal — Então, por favor, queira me acompanhar!

— Será um prazer — diz o músico, sorrindo — Que música o senhor quer cantar?

23
18
5

Solo Inglês

Os alemães derrubam um avião inglês durante a Segunda Guerra Mundial.

Um piloto vai para o hospital alemão com diagnóstico de gangrena e a única solução é amputar a perna direita do coitado.

O piloto é informado sua situação e faz um pedido:

— Por favor. Sepultem a minha perna em solo inglês. Embrulhem a perna e, no próximo ataque a Londres, joguem ela do avião. Os alemães morrem de rir e aceitam a proposta.

Depois de cinco dias, o braço esquerdo também fica com gangrena.

Ele faz o mesmo pedido e os alemães aceitam de novo.

Acontece que depois de dez dias, a perna esquerda também dá sinais de gangrena.

O piloto inglês pede para a perna ser jogada em Londres, mas um oficial da Gestapo dá o contra e diz:

— Você está pensando que aqui só tem trouxa? Primeiro uma perna, depois um braço, depois outra perna... Você está a fim de escapar, não é?

24
10
14

Um Mais Um

Esta é do tempo do Velho Oeste. Aquele bandido mal afamado entra no Saloon, arrastando as esporas prateadas. Silêncio. Ele se aproxima do balcão. Não se ouve nem um pio. Abre o casaco, exibindo um reluzente revólver no coldre, vira-se para um rapaz que estava sentando em uma das mesas e pergunta:

— Você aí... sabe quanto é um mais um?

— É... é... é do-do-is! — responde o rapaz.

Então, ele saca o revólver e bang... bang... dá dois tiros na testa do sujeito.

Silêncio total, de repente uma vozinha fina de mulher, vinda lá do fundo:

— Por que mataste o rapaz?

— Porque ele sabia demais!