Piadas de Velhos

Nem bem o dia amanheceu, a velhinha acordou para ir à feira. Quando passava diante da delegacia, viu uma fila de jovens garotas com as pernas de fora. Curiosa, abordou a última da fila:

— Me explica uma coisa, menina! Pra que essa fila?

A garota, com dezoito anos recém-completados, envergonhada, resolveu mentir:

— É pra pegar autorização para colher laranjas no sítio da prefeitura, trepando nas árvores!

— Oba! Eu adoro laranjas! — e postou-se logo atrás da ruivinha.

Quando chegou a vez da velhota, o delegado indignou-se:

— Mas vovó, a senhora nessa idade ainda trepa?

— Trepar eu não trepo, mas chupar eu chupo!

24
20
4

O sujeito estava passando por uma rua, quando ouviu uns gemidos que vinham detrás de uma moita. Foi dar uma espiada e se deparou com um velhinho de cócoras.

— Algum problema? — perguntou.

— Sim... eu vim aqui fazer um cocozinho e agora não consigo mais me levantar! Dói muito!

Penalizado, o rapaz olhou mais atentamente e disse:

— Isso não é nada, vovô! É só o senhor tirar o calcanhar de cima do saco!

11
6
5

— Tenho 75 anos — disse o primeiro —, mas estou em plena forma. Só o meu estômago é que anda rateando um pouco. Outro dia comi uma feijoada, acompanhada de umas e outras caipirinhas. E depois me senti meio pesado, sonolento...

— Pois eu tenho 78 — disse o segundo — e também estou legal, mas acho que minhas pernas andam fraquejando. Ontem eu joguei uma pelada na praia, depois nadei uns três quilômetros. À noite, minhas pernas estavam um pouco doloridas.

— Já eu, que tenho 80 anos — disse o terceiro —, não sinto esses problemas. Mas minha memória está começando a falhar. Ontem, de madrugada, eu bati na porta do quarto da empregada; ela acordou assustada e falou: "Que é isso, seu Oliveira? Quer dar mais uma?"

24
21
3

O velhinho está nas últimas. O padre está a seu lado para dar-lhe a extrema-unção. Ele lhe diz ao ouvido:

— Antes de morrer, reafirme sua fé em nosso Senhor Jesus Cristo e renegue o Demônio!

Mas o velhinho fica quieto. O padre pergunta:

— Vamos lá... Quando se deixa este mundo, é preciso se preparar e renegar o mal para poder juntar-se ao Senhor o mais rápido possível... Por que você não quer renegar o Demônio?

Então o velhinho, com uma voz trêmula:

— Enquanto eu não souber para onde eu vou, não quero ficar mal com ninguém!

24
20
4

O Nôno foi hospitalizado e os filhos, netos e bisnetos vieram de todos os cantos do mundo. Os médicos deixaram que os parentes levassem-no para a sua casa, para cumprir seu último desejo: o de morrer em casa, ao lado de seus queridos parentes.

Foi para o quarto e as visitas foram se revezando para tentar consolar e dar conforto ao Nôno em seu derradeiro momento. De repente, o Nôno sentiu um aroma maravilhoso que vinha da cozinha. Era a Nona tirando do forno uma fornada de pastiére de grani italiani. Os olhos do Nôno brilharam e ele se reanimou. Então, o Nôno pediu ao bisneto que estava ao lado da cama dele:

— Piccolo mio, vai na cojina e pede um pedaxo de pastiére pra Nona.

O guri foi e voltou muito rápido.

— E o pastiére ? — perguntou o Nôno.

— A Nona disse que non!

— Ma per que non, porca miséria, ma que vécchia desgraciata! Quê que esta putana falô?

— A Nona disse que é pro velório!

6
0
6

O velhinho, de cabelos branquinhos, chegou lá no céu. Jesus o recebeu de braços abertos, perguntando:

— Quem és tu, meu bom velho?

— Eu estou com a memória muito fraca… quase não me lembro de nada! Só lembro que lá na terra eu fui carpinteiro e tive um filho que ficou muito famoso!

Emocionado, Jesus o abraçou e falou:

— Papai!

E o velhinho:

— Pinóóóóquio!

24
16
8

Ele era narcisista, estilista e tomava muito sol. Uma manhã parou nú em frente ao espelho para admirar
seu corpo e notou que estava todo bronzeado, com exceção de seu pênis. Então decidiu fazer algo a respeito. Foi à praia, se despiu completamente e se cobriu todo de areia, menos aquilo.

Duas velhinhas vinham caminhando pela praia. Uma delas usava uma bengala para ajudar a caminhar. Ao ver aquela coisa saindo da areia, a que tinha a bengala começou a dar voltas ao redor, observando. Quando se deu conta do que era, disse:

— Não há justiça no mundo!

A outra anciã, que também observava com curiosidade, perguntou a que se ela referia. A da bengala respondeu:

— Olha isso! Aos 15 anos, me dava curiosidade; aos 20 me dava prazer; aos 30 eu curtia como louca; aos 40, tinha que pedir; aos 50, tinha que pagar; aos 60 rezava por ele; aos 70 me esqueci que existia. Agora que tenho 80 e que eles crescem no solo, já estou muito velha para me agachar…

17
14
3

Poucos minutos antes da missa começar, as pessoas da cidade estavam conversando sentadas nos bancos. De repente, Satanás apareceu na frente da igreja. Todo mundo começou a gritar e correr para a porta da frente, atropelando uns aos outros em um esforço frenético para fugir do mal encarnado.

Logo, todos haviam saído da igreja, com exceção de um senhor idoso que estava sentado calmamente em seu banco sem se mover, parecendo alheio ao fato de que derradeiro inimigo de Deus estava em sua presença.

Então Satanás caminhou até o velho e disse:

- Você não sabe quem eu sou?

O homem respondeu:

- Sim, com certeza sei.

- Você não tem medo de mim? - perguntou Satanás.

- Não, não tenho - disse o homem.

- Você não percebe que eu posso matá-lo com uma palavra? - perguntou Satanás.

Não duvido por um minuto, - respondeu o velho, em um tom uniforme.

- Você sabia que eu posso causar-lhe profunda, horripilante, agonia física por toda a eternidade? - persistiu Satanás.

- Sim, - respondeu.

- E você ainda não está com medo? - perguntou Satanás.

- Não.

Mais do que perturbado, Satanás perguntou:

- Bem, então por que você não tem medo de mim?

O homem calmamente respondeu:

- Fui casado com sua irmã durante os últimos 48 anos.

21
15
6

Um casal idoso estava num cruzeiro e o tempo estava tempestuoso.

Eles estavam sentados na traseira do navio, olhando a lua, quando uma onda veio e carregou a velha senhora. Procuraram por ela durante dias, mas não conseguiram encontrá-la. O capitão enviou o velho senhor para terra, com a promessa de que o notificaria assim que encontrasse alguma coisa. Três semanas se passaram e finalmente ele recebeu um fax do navio.

Ele leu:

"Senhor: lamento informar que encontramos o corpo de sua esposa no fundo do mar. Nós a içamos para o deque e, presa a ela, havia uma ostra. Dentro da ostra havia uma pérola que deve valer 50.000€. Por favor,diga-nos o que fazer."

O velho homem respondeu:

"Mande-me a pérola e atire de novo a isca."

24
20
4

Uma velhota, durante a missa, inclina-se e diz ao ouvido do seu marido:

— Acabo de soltar um pum silencioso. Que achas que devo fazer?

O velho responde?

— Agora nada. Mas quando sairmos vamos comprar pilhas novas para o teu aparelho auditivo.

31
24
7

Como todos sabem, a gravidez na terceira Idade é uma realidade...

Com toda esta nova tecnologia recente sobre a fertilidade, uma senhora de 78 anos foi capaz de dar à luz um menino. Quando ela teve alta hospitalar, foi para casa, e seus familiares e amigos vieram visitá-la.

— Podemos ver o novo bebê? — alguém perguntou.

— Ainda não — disse a mãe. — Vou fazer um café e poderemos conversar um pouco antes.

Trinta minutos se passaram; e um outro perguntou.

— Podemos ver o bebê agora?

— Não, ainda não — disse a mãe.

Depois de mais alguns minutos, eles perguntaram de novo.

— Podemos ver o bebê agora?

— Não, ainda não. — respondeu a mãe.

Já meio impacientes, eles perguntaram:

— Bem... então quando poderemos ver o bebê?

— Quando ele chorar! — ela disse a eles.

— Quando ele chorar? E por que temos que esperar ele chorar?

— Porque eu me esqueci onde o coloquei!

19
17
2

Um homem de 85 anos estava em seu check-up anual e o médico pergunta como ele esta se sentindo.

— Eu nunca me senti tão bem, disse ele. Minha nova esposa tem 18 anos e esta gravida! Esperando um filho meu! Qual a sua opinião a respeito?

O médico refletiu por um momento e então, disse:

— Deixe-me contar-lhe uma estória. Eu conheço um cara que era um caçador fanático. Nunca perdeu uma estação de caça. Mas, um dia, por engano, colocou seu guarda-chuva na mochila, ao invés de sua arma. Quando estava na floresta, repentinamente um urso apareceu a sua frente! Ele sacou o guarda-chuva da mochila, apontou para o urso, e este, inexplicavelmente, caiu morto a sua frente.

— Isto e impossível disse o velhinho. Algum outro caçador deve ter atirado no Urso!

— Exatamente... Esta e minha opinião a seu respeito.

42
32
10

Um jovem resolve fazer sexo para ganhar uma grana, já que precisava pagar sua faculdade. Ele coloca na frente de sua casa uma placa com a lista dos preços: No chão 25 reais, no sofá 50 reais e na cama 100 reais.

Uma velhinha passa por ali e vê aquela placa, então corre até em casa pega seu porquinho joga no chão, conta a grana e vê que tem 100 reais.

A velhinha corre até o jovem e entrega a grana, então o jovem diz:

— Vovozinha esperta hein, quer fazer na cama!

A velhinha responde:

— Não meu filho, eu quero é quatro no chão!

58
28
30

Um homem com cara de mau elemento entra numa farmácia e vai logo pedindo:

— Eu quero um pote de vaselina.

O farmacêutico vai ao depósito, traz um frasco e entrega ao cliente.

O cara abre o pote, cheira, sente a textura e reclama:

— Mas que porcaria é essa? Essa vaselina é fedorenta e muito seca! Você não tem uma vaselina de melhor qualidade, não?

O farmacêutico retorna ao depósito e volta com outra marca de vaselina na mão, dizendo:

— Essa aqui é um pouco mais cara, mas é da boa!

O cara faz o mesmo ritual: Abre o pote, cheira, sente a textura

E ainda reclama:

— Olha só, meu camarada, essa aqui até tem um cheiro um pouco mais agradável, mas é muito pouco oleosa... Eu quero a melhor vaselina que você tiver, entendeu?

O farmacêutico volta ao depósito e traz uma nova embalagem:

— Essa é a melhor que existe! Só que vou avisando... Prepare o bolso, pois essa custa R$ 120 o pote. É Importada da Inglaterra!

O cara bate a mão no balcão e grita:

— Dane-se o preço! Eu pedi uma vaselina de primeira linha!

O homem cheira o pote, experimenta a viscosidade com os dedos e aprova.

— Agora sim... Essa cheira bem. E olha essa textura, ótima, vou levar!

Ele paga os R$ 120 e se manda todo sorridente.

Um velhinho que esperava sua vez de ser atendido e assistiu à discussão entre os dois, diz, sem pestanejar:

— Esse cara é bicha!

O farmacêutico retruca:

— Que é isso meu senhor, o homem com aquela cara de mau, veio aqui e comprou uma vaselina da boa... Ele quer é impressionar algum mulherão!

O velho, mostrando, toda sua experiência adquirida ao longo dos anos, rebate com um tom de filósofo:

— Não, meu filho... Ninguém toma tanto cuidado assim com o cu dos outros!

33
23
10

A velhinha está deitada na cama, de camisola, quando o marido dela se deita, a uma distância de quase um metro.

Ela protesta:

— Quando éramos jovens você costumava se deitar bem pertinho de mim na cama. . .

Ele fica um instante imóvel e, depois de alguns segundos, chega mais perto da esposa, que continua:

— Quando nós éramos jovens, você ficava abraçadinho comigo e segurava a minha mão!

O marido parece não acreditar na crise existencial da esposa, mas pega na mão dela e a abraça, como nos velhos tempos. E ela ainda não se dá por satisfeita.

— Quando éramos jovens, você costumava dar mordidinhas na minha orelha.

Ele dá um longo suspiro, joga a coberta de lado e sai da cama.

Visivelmente ofendida, ela diz:

— Aonde você vai, Jacinto?

— Ué! — responde o velho. — Vou buscar minha dentadura!

48
34
14