Piadas de Virgem

O casa iria se casar em breve, mas a noiva não era mais virgem e o noivo não suspeitava. Com a data do casamento se aproximando a noiva foi ficando preocupada e foi se aconselhar com a mãe dela. A mãe ajuda:

- Não se preocupe minha filha, use o mesmo truque que eu usei pra enganar seu pai. Na noite de núpcias você passa um pouco de pólvora naquele lugar e quando seu marido for penetrá-la pela primeira vez vai acontecer um estouro, aí você diz: "Calma meu bem, foi meu cabaço que estourou!"

Chegando a noite ela se encheu de pólvora e na hora da lua de mel o marido pulou em cima e já foi colocando a coisa pra dentro. De repente um estouro, BUM, e o marido saiu de cima dela e começou a olhar assustado para todos os lados no chão. A noiva então explica para o marido:

- Calma, meu bem, foi meu cabaço que estourou!

E o marido responde:

- O seu cabaço que se dane, eu estou procurando é o meu saco que voou longe!

271
115
156

A família jantava tranquila quando, de repente, a filha de 11 anos comenta:

— Tenho uma má notícia... Não sou mais Virgem! Sou uma vaca! — E começa a chorar, visivelmente alterada, com as mãos no rosto e um ar de vergonha. Silêncio sepulcral na mesa.

De repente, começam as acusações mútuas:

— Isto é por você ser como é! — marido dirigindo-se à mulher — Por se vestir como uma puta barata e se arreganhar para o primeiro imbecil que chega aqui em casa. Claro que isso tinha que ocorrer, com este exemplo que a menina vê todo dia! E você — pai apontando para a outra filha de 19 anos — que fica se agarrando no sofá e lambendo aquele palhaço do teu namorado que tem jeito de viado. Tudo na frente da menina!

A mãe não aguenta mais e revida, gritando:

— E quem é o idiota que gasta metade do salário com as putas e se despede delas na porta de casa? Pensa que eu e as meninas somos cegas? E além disso,que exemplo você pode dar se, desde que assinou esta maldita TV a cabo, passa todos os finais de semana assistindo a pornôs de quinta categoria?

Desconsolada e à beira de um colapso, a mãe, com os olhos cheios de lágrimas e a voz trêmula, pega ternamente na mão da filhinha e pergunta baixinho:

­— Como foi que isso aconteceu, minha filha?

E, entre soluços, a menina responde:

— A professora me tirou do presépio! A Virgem agora é a Vanessa, eu vou fazer a vaquinha.

296
47
249

O sujeito tinha o maior complexo porque o seu pênis era muito pequeno. Quando completou os vinte anos ainda era virgem, mas logo conheceu uma enfermeira por quem se apaixonou perdidamente. Antes de transar, resolveu confessar-lhe o seu problema, mas ela nem se abalou e o tranquilizou:

— Não se preocupe, querido. O tamanho não tem a menor importância!

Entusiasmado com a resposta dela, ele abaixou as calças.

— Ora, querido... Eu já vi pintos bem menores que o seu!

— É mesmo? — pergunta ele todo animado.

— Sim, você se esqueceu que eu já trabalhei num berçário?

101
60
41

Uma mulher ia se casar, mas seu noivo não sabia que ela não era mais virgem. Então, para não decepcioná-lo na lua de mel, resolve perguntar para uma amiga o que deveria fazer. E a amiga lhe dá uma sugestão:

— Antes de transar, você vai ao banheiro, com a desculpa de que vai se arrumar para ele, e nessa hora você coloca uma pequena bexiga no local do hímen.

Aceitando a sugestão, na lua de mel, na hora H, ela foi ao banheiro e fez o planejado. Voltou ao quarto e, lépida, se entregou ao marido. Rolou aquele aquecimento básico e o cara, já bem animado, partiu para cima. No momento do bem-bom ouve-se um pequeno estouro. Ele se assusta, interrompe o ato, olha para o pênis e fica parado de boca aberta. Ela mais do que depressa pergunta:

— O que houve meu amor? Nunca viu um hímen?

O marido responde:

— Já, mas em nenhum estava escrito "Feliz Aniversário"!

100
63
37

Uma noiva muito nervosa, casou virgem e ficou muito brava com o marido. Ela achou que ele estava parecendo um tarado na noite de núpcias. Muito nervosa e tremendo, falou, soluçando:

— Carlos! Eu exijo maneiras na cama. Como se a gente estivesse na mesa!

O marido deita-se na cama, ajeita o pijama, sorri para ela e pergunta:

— Está bem. Está melhor assim, meu amor?

— Sim.

— Ótimo. Então vamos lá. Querida, você pode me passar a vagina, por gentileza?

161
131
30

A morena toda gostosa foi à praia, estendeu sua toalha, deitou para pegar aquele bronze e dormiu. Veio um siri e entrou na vagina dela.

Chegando em casa, a morena começou a sentir uma coceira danada na vagina e resolveu procurar um médico.

— Você é virgem? — perguntou o médico.

— Sim!

— Então, passe essa pomada que sara!

Dois dias depois a morena voltou e reclamou que a coceira continuava, então o médico receitou-lhe um creme. Dois dias depois lá estava a morena e a coceira continuava. Então o médico receitou-lhe uma pasta. Dois dias depois voltou a morena, o médico examinou e concluiu:

— A senhora vai ter que perder a virgindade urgente!

— O senhor tem certeza?

— Absoluta!

A morena saiu alucinada do consultório médico, pegou um bêbado que estava no caminho e carregou-o para um hotel. O bêbado, sem entender nada do que estava acontecendo, viu aquele mulherão na sua frente e mandou brasa.

— Vai devagar que eu sou virgem! — advertiu ela.

Assim que o bêbado penetrou-lhe a vagina, o siri agarrou na cabeça do pênis dele. Ele deu um berro, tirou o pênis rapidamente e viu o siri cair no chão e ficar diante dele com as garras levantadas em posição de ataque.

Aí o bêbado olhou para o siri e exclamou:

— Qualé, Cabaço? Vai querer encarar?

128
86
42

Na Lua de Mel, um tanto quanto decepcionado pela jovem esposa não ser mais virgem, o sujeito pergunta:

— Com quantos homens você já foi para a cama?

Ela fica em silêncio.

— Tudo bem, Aninha! Pode dizer, eu vou tentar entender!

Ela continua calada e ele perde a paciência:

— Pô, Aninha! Quer fazer o favor de me dizer com quantos homens você já transou?

— Calma! Estou contando!

64
42
22

O sonho de Adolfo era casar com uma moça virgem e ingênua.

Por isso ele resolveu ir para a roça, procurar uma caipira daquelas bem bobinhas. E foi lá que ele conheceu Lindava, a garota dos seus sonhos. Linda, meiga, ingênua...

Era tudo que ele queria!

Em dois meses e eles se casaram. Na noite de núpcias, Carlos resolveu explicar tudo sobre sexo para a jovem esposa. Para começar, botou o negócio pra fora e disse:

— Meu bem, isso aqui é pinto!

A caipirinha arregalou os olhos e disse:

— Credo, uai! Então por que ocê num dá milho pra ele ficar logo um galo que nem o do Janjão?

74
50
24

Passando pela alfândega mexicana, o brasileiro é barrado:

— Tu estás contrabandeando tequila?

— Eu? — pergunta o brasileiro, se fingindo de desentendido.

— Claro que não!

— Então os mexicanos abrem as malas e encontram várias garrafas.

— É água benta! — se defende o brasileiro — Água benta do santuário da Virgem de Guadalupe!

O mexicano abre uma das garrafas, cheira e grita:

— És tequila!

— Aleluia! — diz o brasileiro, erguendo as mãos pro céu. — Mais um milagre!

13
5
8

Depois do primeiro ano de faculdade em São Paulo, a loirinha do interior volta pra visitar a família. Em uma conversa com a mãe, ela se confessa:

— Mamãe, preciso te contar uma coisa... Eu não sou mais virgem desde a semana passada...

A mãe fica um pouco ressentida, mas compreende:

— Bem, minha filha... Algum dia isto tinha que acontecer, não é mesmo?... Só espero que tenha sido uma experiência agradável e romântica!

— Ah, no começo até que foi, mãe...

— Por quê? O que aconteceu?

— Com os primeiros três rapazes foi muito bom... Mas depois começou a doer um pouco!

44
-7
51

Gislaine era uma caipirinha de 17 anos, ainda virgem. João Gafanhoto era o cara mais tarado da região, que vivia convidando a moça pra ir pra cama, pro sofá, pro mato, pra qualquer lugar, desde que fosse pra fazer sexo.

Certo dia ela finalmente concordou e os dois foram pra uma moita, atrás da casa da moça. Mas, como não sabia nada sobre o assunto, ela pediu instruções:

— Ai, João... Cumé qui é esse negócio de sexo?

— É simpres, Gislaine! E é bão dimais, sô!

— Mas como que eu faço? Me exprica, homi!

— Primero ocê levanta a saia!

— Assim? — disse a gostosona, mostrando a calcinha.

— Hummm! Isso memo, Gislaine! Assim memo, sô!

— I Agora?

— Agora ocê báxa a calcinha! — disse ele, excitadíssimo.

— E agora, João?

— Hummmm... É... Agora agacha e mija qui seu pai tá olhando!

71
51
20