Aperto no Ombro

13
-5
18

O sujeito estava assistindo a um jogo de futebol, no estádio, quando de repente sentiu alguém apertando-lhe o ombro. Ele olhou para trás, e viu um sujeito baixinho que lhe sorria. Voltou-se para assistir o jogo, e alguns minutos depois sentiu o aperto no ombro novamente. Olhou para trás com cara de poucos amigos e la estava o baixinho sorrindo. Pouco depois, outro aperto.

— Escuta aqui — gritou ele, com o dedo em riste no nariz do baixinho.

— Se você apertar o meu ombro novamente eu vou lhe dar um chute no saco.

O baixinho esboçou um sorriso sem graça e ficou quieto. Dois minutos depois, novo apertão. O sujeito perdeu a paciência e deu um tremendo chute na virilha do baixinho e, como este último continuava impassível, ele perguntou:

— Ei! Eu te dei um chute no saco tão forte que até o meu pé está doendo e você parece que não sentiu nenhuma dor, como é isso?

E o baixinho explicou:

— É que eu sou um alienígena, não tenho saco, por isso não senti nada!

— Então, como vocês fazem sexo, no seu planeta?

— Assim ó... — e apertou-lhe o ombro novamente.