Piadas de Escola

Querido diário, estou tão feliz...

Hoje eu dei o meu primeiro beijo! Tudo aconteceu quando eu estava de bobeira, andando na rua e quando olho mais a frente, lá está ele, o cara mais popular da escola. Fomos nos aproximando, e ele sorriu pra mim... Foi nesse momento que tudo aconteceu: Fiquei tão emocionada que esqueci de olhar pro chão, tropecei e... beijei o chão.

439
126
313

De manhã, a mãe bate na porta do quarto do filho:

— Filho acorda!

— Hoje não vou a escola! E não vou por três motivos: estou morto de sono, detesto aquele colégio e não aguento mais os professores.

— Mas você tem que ir, filho! E por três motivos: você tem um dever a cumprir, já tem 45 anos e é o diretor do colégio.

397
195
202

Joãozinho chega da escola, faz seu dever de casa com pressa e sai para brincar. Sua mãe, ao ver o menino no quintal à toa, logo vai questioná-lo a respeito das tarefas.

— Joãozinho, você ja fez a lição?

— Fiz sim, está tudo pronto!

— Mas você mal chegou da escola. Como conseguiu terminar tão rápido?

— Ah, mamãe, estava muito fácil. Foi moleza.

A mãe, desconfiada, continua:

— Mesmo assim, meu filho. É importante fazer tudo com bastante atenção. Você sabia que a pressa é inimiga da perfeição?

E ele responde:

— Ah, eu não tenho nada a ver com isso! Elas que façam as pazes!

250
111
139

Dois colegas de trabalho estão comentando sobre seus relacionamentos.

— Eu ando muito sozinho, quero achar uma mulher legal...

— Pois é, João. A situação anda difícil prá todo mundo.

— As coisas eram mais fáceis antes, quando éramos jovens. Quando eu era mais novo, a mulherada vivia atrás de mim!

Surpreso, o sujeito pergunta:

— Sério? Você era o garanhão da escola? Não acredito! Explica isso direito...

Ele responde:

— Não é que eu era garanhão...

— Ah, deixa disso! Não seja humilde.

— A verdade é que eu era ladrão de bolsas.

244
100
144

Três colegas de escola começam a exaltar as qualidades de seus pais durante o recreio. Em um momento da conversa, um deles diz:

— O meu pai é quem corre mais rápido. Ele é capaz de atirar uma flecha, começar a correr e ultrapassar a flecha.

— Você acha isso rápido? O meu pai é caçador. Ele consegue dar um tiro e chegar ao alvo antes da bala.

— Vocês dois não sabem o que é rapidez.

— Ah, é? O que seu pai faz?

— O meu pai é funcionário público. Ele trabalha até às 18h, mas consegue estar em casa às 16h45.

210
101
109

Duas senhoras chegam ao mesmo tempo no caixa do banco, com muita pressa. Uma dizia:

— Primeiro eu, ainda tenho que levar as crianças para a escola!

A outra retrucava:

— Primeiro eu, que moro mais longe!

O caixa, muito esperto, resolveu acabar com a briga dizendo:

— Primeiro eu vou atender a mais velha!

As duas se olharam e disseram:

— Sua vez! Pode ir!

— Não. Primeiro você. Não ouviu o moço dizer?

144
2
142

Dilma Rousseff foi visitar uma escola para conversar com as criancinhas, acompanhada de uma comitiva. Depois de apresentar todas as maravilhosas propostas para seu governo, disse às criancinhas que iria responder perguntas. Uma das crianças levantou a mão e, Dilma perguntou:

— Qual é o seu nome, meu filho?

— Paulinho.

— Qual é a sua pergunta, Paulinho?

— Eu tenho 3 perguntas para a senhora: "Onde estão os milhões de empregos prometidos na campanha presidencial passada?" , "Quem matou o Prefeito Celso Daniel?" e "A senhora sabia dos escândalos do mensalão ou não?".

Dilma fica desnorteada, mas neste momento toca a campainha para o recreio e ela aproveita e diz que continuará a responder depois do recreio. Após o recreio, Dilma diz:

— OK, onde estávamos? Acho que ia responder perguntas. Quem tem perguntas?
Um outro garotinho levanta a mão e Dilma aponta para ele.

— Pode perguntar meu filho. Como é o seu nome?

— Joãozinho, e tenho 5 perguntas.

— Quais, Joãozinho?

— As perguntas são: "Onde estão os milhões de empregos prometidos na campanha presidencial passada?" , "Quem matou o Prefeito Celso Daniel?" , "A senhora sabia dos escândalos do mensalão ou não?" , "Por que o sino do recreio tocou meia hora mais cedo?" e "Cadê o Paulinho?".

395
310
85

Joaquim vai até uma escola de idiomas e pede:

— Por favor, eu queria aprender chinês em um mês!

— Um mês? - pergunta a atendente assustada - Meu senhor, nós não temos cursos tão rápidos! É impossível aprender um idioma em tão pouco tempo! O senhor realmente precisa aprender com tanta urgência?

— Sabe o que é, senhorita? Eu adotei um chinesinho de 11 meses e logo logo o danadinho está falando! Se eu não aprender logo chinês, como vou entendeire o que o pequeno está dizendo?

106
6
100

Um grupo de estudantes da UFPI foi fazer uma pesquisa no recanto mais seco e desolado do Ceará, para descobrir como aquelas famílias conseguem sobreviver naquela seca tremenda.

Chegando lá se hospedaram em casa de um sertanejo muito pobre. Moravam 29 pessoas numa pequena tapera de cerca de 10 metros quadrados de pura indigência.

Começaram a observar os hábitos daquela família. Tudo anotavam. Nada escapava dos olhares daqueles estudantes sedentos de descobertas.

Uma certa noite, reunidos no pequeno terreiro, céu pleno de estrelas, uma maravilha só, conversavam quando uma palavra chamou a atenção de um dos jovens; o chefe da família sempre se referia ao conteúdo escrotal de testículos. O jovem estranhou essa palavra tão difícil ser pronunciada naquela região remota. Não contendo a curiosidade, perguntou:

— Meu caro amigo, me admira muito o senhor, aqui nessa região sem cultura, isolado do resto do mundo, onde falta comida, água, escola, as crianças vivem se protegendo embaixo das árvores para o vento não carregá-las, e o senhor fala tão difícil... que cultura!

O calejado senhor respondeu:

— Cultura nada, meu rapaz. É previnição mesmo. Ocê já pensou, nesta seca danada, nesta fome tremenda, se eu dissesse que isso aqui é ovo eu já estava capado há muito tempo!

52
-4
56

O garoto chega à escola se esvaindo em lágrimas e a professora vai consolá-lo.

— Pobrezinho! O que houve com você, meu fofinho?

— Papai cortou a cabeça dos 6 gatinhos que nasceram ontem lá em casa.

— Oh! Que maldade! Como se faz uma coisa dessas? Seu pai não tem respeito pela vida dos animais?

— Tem não, professora. E o pior é que a mamãe havia me prometido que quem ia cortar as cabeças era eu.

342
128
214

Um político, daqueles bem picaretas e caras de pau, sobe no palanque e começa o discurso:

— Meus cidadão! Se eu fô eleito, vô construí as escola!

Os eleitores ficam em silêncio, constrangidos com o mau português do candidato.

— Eu tombém vô construí as egreja, as creche...

O silêncio fica ainda mais constrangedor. Nessa hora, um assessor não aguenta mais, chama ele e sussurra no seu ouvido:

— Chefe... Emprega o plural que você ganha mais votos!

O político se empolga e responde:

— Deixa comigo!

E recomeça o discurso:

— Eu vô empregá o plurá!... A mãe do plurá, o pai do plurá, toda a famía do plurá, porque eis merece!

55
37
18

A turma de alfabetização da escola vai receber a visita do secretário de educação e a professora está preocupadíssima com o Joãozinho que é sempre o desbocado.

— Joãozinho, atenção, não vai me envergonhar na presença do secretário, hein? É melhor ficar de boca fechada.

— Tá bem, professora!

O secretário chega e conversa com os alunos, pergunta se já sabem ler, se gostam da professora etc e tal. Dirigindo-se a Joãozinho, fala:

— E você, já lê bem?

— Leio sim senhor.

— E qual a palavra mais bonita que você aprendeu?

A professora gela, e Joãozinho responde:

— Cubanos.

Ela respira aliviada.

— E por quê? — insiste o secretário.

— Porque começa com cu, acaba com anus, e ninguém me tira da cabeça que esse B do meio não seja de bunda.

173
138
35

A professora estava perguntando na turma de que cada uma das crianças mais gostava.

— Ritinha, do que é que você mais gosta?

— Das flores, professora.

— Que gracinha, e você, Mariazinha?

— Do céu, professora.

— Que lindo... E você, Soninha?

— Das borboletas, professora.

— Que maravilha... E você Joãozinho?

— Ah, professora, eu gosto é de buceta!

— O quê? — assustou-se a professora.

— É professora. Eu gosto mesmo é de buceta!

— Seu sem-vergonha! Vem cá!

A professora pegou Joãozinho pela orelha e foi arrastando o garoto até a sala da diretora:

— Imagine só: eu estava fazendo uma brincadeira com as crianças na sala, perguntando do que elas mais gostavam, e esse menino vem e me diz que gosta de buceta!

— Como é que é, Joãozinho?

— É, diretora. Eu gosto é de buceta!

— Seu mal-educado! Vou já chamar o seu pai!

E chamou o pai de Joãozinho na escola. O homem chegou lá apavorado, querendo saber o que tinha acontecido. E a diretora:

— Imagine o senhor que a professora estava fazendo uma brincadeira com as crianças, perguntando do que elas mais gostavam, e seu filho me responde que gosta de buceta!

— Ah, é isso? Liga não, o garoto é novo... Nunca comeu um cu!

181
58
123